quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Informativo Jan/Fev 2015

"Ó Senhor, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei a ti e louvarei o teu nome, porque tens feito maravilhas e tens exaltado os teus conselhos antigos, fiéis e verdadeirosIsaías 25:1


Deus não muda, independente da estação do ano ou de nossa opnião a Seu respeito. É o mesmo ontem, hoje e o será eternamente. Nenhuma circunstância O pega de surpresa, mesmo que para nós seja absolutamente fora de cogitação. Ele é fiél em Sua graça e amor que se manisfestam diáriamente em nossa vida na forma de perdão, proteção, provisão, etc.

Em recente viagem ao Malawi, país na região dos grandes lagos africanos, foi maravilhoso desfrutar do fiel cuidado de Deus. As semanas que antecederam foram vividas em meio a grandes emoções. Entre elas, a despedida do Guilherme e a formatura do Leonardo. A viagem em si teve início tumultuado pois não estava bem de saúde. Além disso, no meio da viagem minha carteira foi roubada e levaram todo o dinheiro que trazia para as despesas no Malawi. Ao chegar em Blantyre, no entanto, pude desfrutar do carinho e hospitalidade dos nossos irmãos. Foram dias maravilhosos pregando a Palavra e visitando diversos projetos na região sul do país, sobretudo em Blantyre, Mangochi e Mulanje. Além da hospitalidade calorosa, outras características do país chamaram minha atenção, tais como:
a) 46% da população tem até 15 anos de idade, sendo que muitas dessas crianças são órfãos da AIDS; b) O nível de educação formal é baixíssmo sendo que as mulheres são as mais prejudicadas; c) A agricultura de subsistência predomina no país essemcialmente rural, cuja população urbana é de apenas 16%; d) As terras são aradas quase que na totaliadade com enxadas. Um trabalho braçal que envolve até mesmo mulheres e crianças; e) A pobreza extrema contrastando com as belezas naturais a exemplos das belas montanhas do Zomba e Mulanje, além do lindo Lago Malawi. O povo estava experimentando uma grande seca, mas havia uma crescente expectatica pela chegada das chuvas. Duas semanas depois que deixei o Malawi começou a chover e causou grandes enchentes com a morte de quase duas centenas de pessoas, deixando milhares de desabrigados.


Estamos contentes com a chegada da missionária Lisiene para seu período de aquisição da língua inglesa antes de seguir para a Asia. A família Scherrer continua progredindo a cada dia em seu programa de aquisição da língua. Agradecemos a Deus pela saúde e boa adaptação sobretudo das crianças. As mudanças na lei sulafricana para concessão de vistos tem afetado diretamente a todos nós. A alternativa para nossos colegas agoara é virem com visto de turista para três meses, podendo estender para mais três. Depois disso, é preciso deixar o país para se qualificar para re-entrada.

Vivemos nesse momento uma fase de ajustamento a algumas mudanças na família. Guilherme retornou ao Brasil em Dezembro, conforme previsto, e agora está pleiteando um trabalho em TI, sua área profissional – administração de sistemas de redes. Outra mudança repentina foi a saída do Leonardo. Teve que deixar a África do Sul para tratar do visto de estudante no Brasil e depois retornar. Ainda se encontra no Brasil. Agradecemos a Deus pelos irmãos e irmãs que nos ajudarem a lenvantar os recursos necessários para custear sua saída do país. Apesar das dificuldades com logística para sua saída inesperada, teve seu lado positivo de poder rever a avó e demais familiares depois de 5 anos. Ele foi aceito para fazer Licenciatura em Biologia Celular na Universidade de Cape Town (UCT) e está muito contente com essa oportunidade. Philipe continua em Cape Town trabalhando na área de animação.

Para louvar e agradecer a Deus conosco:
  1. Pela bondade de Deus para conosco na qual Ele não muda.
  2. Pelos recursos que chegaram para a saída emergencial do Leo para o Brasil.
  3. Pela readaptação do Guilherme ao Brasil.
  4. Pela chagada da missionária Lisiene e pelo bom andamento dos Scherrers na programa de língua inglesa.
  5. Pela graduação de mestrado do missionário Luciano Azevedo.

Para interceder:
  1. Pelo Malawi – famílias vitmas das cheias e possível projeto missionário naquele país.
  2. Por recursos financeiros para os estudos teológicos do presbítero Alex Nzomukonda.
  3. Por um trabalho para o Guilherme no Brasil.
  4. Pela adaptação da missionária Lisiene e pelo aprendizado da língua.
  5. Pela saúde da missionária Silvia Octaviano.
  6. Pelo visto e por recursos financeiros para pagarmos a Licenciatura do Leo.
  7. Pelo porcesso de visto para o Rev. Romário Bandia e família para Angola.
  8. Pala saúde da missionária Lígia Bordini e família (Moçambique).
_____________________________________________________________________________________
Contribuições para o trabalho do Rev. Gessé e Iolanda Rios poderão ser feitas
- Através da APMT usando o código de identificação 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14), nas seguintes contas:
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0;
Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambuci) - C/C: 107965-4;
Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86;
Boleto bancário – Neste caso ligar para 011 3341 8339 solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

- Na conta pessoal:
Gessé Almeida Rios – CPF : 253.072.585-34
Banco do Brasil – Agência 8413-1; C/C: 14116-X
Bradesco - Agência 0250-0; C/C: 52042-0

Nenhum comentário: