quarta-feira, 28 de julho de 2010

Nossa carta em agosto

A COPA
A Copa do Mundo de Futebol passou e a frustração de ver África do Sul eliminado cedo e o Brasil nas quartas de final também, mas pelo menos pudemos nos alegrar com o brilhante futebol da Espanha que se tornou campeã pela primeira vez na história. A euforia que envolveu o país naqueles dias cedeu lugar à rotina de antes e a vida vai voltando ao seu normal.

Os eventos que pretendíamos promover com a projeção de um jogo por dia no salão social da igreja não tiverem o efeito desejado, mas creio que alcançou seu objetivo. Mostramos mais de 20 jogos, inclusive a final, nos quais quase sempre tivemos a presença de visitantes. Ocasião em que aproveitamos para distribuir folhetos e exibir um filme com testemunho de atletas cristãos. Estamos gratos a Deus pela oportunidade.

FAMÍLIA
No dia 11/07 Iolanda e eu comemoramos 23 anos de casados. Foi bom refletir no cuidado de Deus sobre nós e nossa família, nestes anos todos dedicados um ao outro, aos nossos filhos e ao chamado ministerial e missionário que ele nos deu, dos quais 15 anos dedicados integralmente ao trabalho missionário. Continuamos procurando zelar por todas estas dádivas divinas.

Guilherme gostou muito de seu trabalho voluntário para a FIFA. Conheceu muita gente ligada ao esporte, em especial gente da de imprensa. Assistiu ao vivo todos os jogos realizados em Cape Town, entre eles a eliminação da Argentina e a classificação da Espanha para a final, duas de suas alegrias. Há três semanas começou seu trabalho como estagiário numa grande empresa no mercado no ramo da engenharia da informação e está gostando muito. Já fez alguns amigos e pelo visto todos estão gostando dele. O melhor é que será assalariado pelo menos por seis meses, tempo de duração do contrato. Depois voltará à Universidade (CPUT) para finalizar os estudos.
Dia 11/06 aconteceu a tradicional festa de final do ensino médio do Philipe. Agora terá uma bateria de exames até o fim do ano. Ë um período bastante estressante onde o aluno é testado em todas as disciplinas que estudou nos últimos três anos. Leonardo está se preparando para observar profissionais, quando terá que escolher algumas profissões nas quais tenha algum nível de interesse para então passar algumas horas por semana ajudando os referidos profissionais. É uma forma de auto-exposição a certos ambientes de trabalho para ajudá-lo na escolha de uma futura profissão.

Agradecemos aos parceiros de ministério que entenderam a situação compartilhada em nossa ultima carta e estavam em condições de aumentar a contribuição financeira mensal neste momento de novas deliberações da APMT em função do Imposto de Renda. A situação ainda é bastante complicada, mas pelo menos ameniza um pouco. Entendemos perfeitamente a dificuldade para alguns parceiros fazerem qualquer ajuste no meio do ano. Agradecemos por se unirem a nós em oração nesse momento.

TRABALHO
Além da experiência que tivemos com o evangelismo através do esporte, mantivemos o contato e apoio pastoral aos refugiados com os quais trabalhamos. Suspendemos nossas reuniões em língua portuguesa dos sábados, mas nos mantivemos conectados, assistindo os jogos juntos. Simon e Liver Vatusidi estão bem, mas provavelmente terão que mudar para áreas mais distantes. Alvere e Jean Paul se separaram depois de muitas tentativas da nossa parte para ajudá-los. A situação de constantes abusos e constrangimentos, inclusive para as crianças, chegou ao dela entender que o melhor para ela e as crianças seria a separação. Alex e Concilie estão muito contentes com a gravidez dela, três meses depois de um aborto espontâneo. Sheila, sua filhinha de 7 anos, já não tem qualquer problema com a língua inglesa e tem se destacado nos estudos.

Daniel Alves continua firme nos estudos. No último domingo compartilhou na igreja que tomou a decisão de deixar o trabalho anterior que não lhe permitia estudar e confiar no Senhor para lhe prover de um trabalho. Fazem dois meses que conseguiu um emprego que lhe permite estudar e recebe um salário melhor. Pedro Vicente, o cego, também conseguiu um bom emprego como massagista num SPA. Agora recebe um salário razoável e já até alugou um pequeno apartamento no centro da cidade, perto do trabalho. Ele, Anthea e o filhinho Hugo Pedro, estão bem e louvam a Deus por todas estas conquistas num curto espaço de tempo. Em tudo o Pedro faz questão de apontar para o que Deus tem feito em sua vida.

Ndiro estuda o dia todo, portanto não trabalha. Agora está preocupado porque não terá onde morar no próximo ano, uma vez que finalizando o segundo grau terá que deixar a escola/projeto onde mora. Bastian está um pouco sumido em virtude dos estudos e trabalho, mas nos encontramos quando dá e de vez em quando vem aos cultos nos domingos. As quatro crianças refugiadas (três do Burundi e uma de Camarões), cujos pais são membros da igreja, continuam recebendo assistência educação da parte do C-Step.

No dia 04/07 tivemos o culto de despedida dos nossos irmãos missionários, revs. Gian e Vladimir e suas respectivas famílias, que finalizaram seu tempo em Cape Town. Foram bastante importantes em nossas vidas, projeto e igreja, e estamos certos que serão uma bênção aonde chegarem. Além desses colegas, também se despediram de nós a missionária Dra Verônica Farias (Igreja Presbiteriana de Casa Caiada em Olinda) e o estudante de medicina João Gabriel (membro da Igreja Presbiteriana Independente de Dourados). Nesse momento estamos curtindo a saudade.

Rev. Mike Muller, pastor da Igreja Presbiteriana do Kenilworth com a qual mantemos parceria missionária, voltou radiante de alegria por ter participado como observador internacional da XXXVII Reunião Ordinária do Supremo Concílio da IPB realizada entre 11 a 17/07 em Curitiba. Disse ter sido uma experiência marcante e que de agora em diante entende e valorizará ainda mais os missionários brasileiros estudando inglês e as dezenas de estrangeiros (refugiados) que vêm se tornando membros da Igreja Presbiteriana do Kenilworth. A experiência de não poder se comunicar e depender todo tempo de um intérprete, segundo ele foi algo muito difícil. Ficou maravilhado do carinho e cuidado dos colegas no Brasil. Também gostou da organização, seriedade e eficiência com que a Igreja irmã atua no Brasil. Trouxe algumas sugestões para um trabalho mais eficiente da parte da Igreja na África do Sul.

Motivos para Louvar e Gratidão:
• Pela vida e ministério dos nossos colegas que acabam de nos deixar seguindo para nova etapa em suas caminhadas missionárias.
• Pelo tempo diferenciado que foi o período de Capa do Mundo de Futebol e as diversas oportunidades para testemunhar do evangelho a povos de diferentes nacionalidades.
• Pelo ambiente pacífico e tranqüilo como transcorreu a Copa do Mundo de Futebol.
• Pela participação do Rev. Mike Muller na ultima reunião do Supremo Concílio em Curitiba.
• Pelo estágio do Guilherme e por estar gostando do novo ambiente.

Motivos para Interceder:
• Pela gravidez da Concilie, Suzan Cassambala e Claudine.
• Pelas atividades do C-Step neste segundo semestre.
• Pelos exames de Matric do Philipe.
• Pelo sustento financeiro da família.
• Pela chegada e adaptação dos novos alunos de inglês.

Seus companheiros na missão.


Rev. Gessé, Iolanda e filhos

Nenhum comentário: