terça-feira, 30 de novembro de 2010

Carta de Dezembro

“Mas se você nunca é perseguido por causa de sua fé é porque você é covarde” (Tim Keller).

Cape Town, 01/12/2010

As palavras do Rev. Tim Keller, pastor da Redeemer Presbyterian Church em New York, são bastante radicais, porém, desafiadoras. Creio que servem para nos advertir sobre nossa postura como cristãos nessa sociedade pós-moderna globalizada. Precisamos mesmo ser radicais enquanto vivemos nesse mundo como cidadãos de um Reino maior e melhor, e que já está entre nós. Afinal foi para isso que nasceu Jesus, o Rei dos reis.

Nossa família vai bem, graças a Deus. Guilherme completou 21 anos de idade. Aqui é uma tradição oferecer-se grande festa nesta ocasião. Bom, não fizemos festa, mas nos alegramos com ele em oração por essa grande bênção. Recentemente foi convidado a continuar em 2011 na empresa que está fazendo o estágio. Ainda não respondeu, mas tudo indica que continuará. Está prestes a terminar o último ano do College e só então decidirá se fará mais um ano para o Bacharelado ou ficará apenas com o National Diploma em Tecnologia. Philipe continua na reta final dos últimos exames aplicados pelo Ministério da Educação os quais serão usados para o acesso à universidade. Já aplicou para o curso de Arquitetura na Universidade de Cape Town (UCT) e está aguardando resultado. Na entrega de premiações pelo desempenho no ultimo ano Philipe recebeu nove certificados de honra. Ficamos muito contentes e ele também. Deus abençoa o esforço e dedicação de seus filhos. A Ele toda a glória! Leonardo finalizou seus exames da Grade 11 e tem notas suficientes para passar de ano. Está contente de ter encontrado a escola (www.bhs.co.za) onde fará seu ultimo ano do ensino médio (Grade 12). Iolanda continua empolgada com suas aulas de pintura em tecido no C-Step. O número de alunas diminuiu consideravelmente e espera que haja novas procuras em 2011. Gessé está contente e animado com os novos desafios e possibilidades de ministério no trabalho para 2011. Foi convidado pela APMT para assumir uma das bases virtuais da nossa Agência para o continente africano. Isso implica em algumas mudanças na dinâmica do trabalho, mas o mesmo não sofrerá descontinuidade. Tudo será mantido. Oramos pelo convite buscando direção de Deus e estamos aceitando o desafio.

Nossa participação no III Lausanne Cape Town 2010 que ocorreu aqui em Cape Town entre os dias 16 a 25/10 foi uma grande benção de Deus para nós. Eis ai algumas fotos que tiramos no evento. Tivemos a oportunidade de servir como voluntários em diferentes áreas. Todos os nossos missionários trabalharam naquele evento. Servir e interagir com irmãos, líderes cristãos, de quase 200 países, mais de cinco mil pessoas (entre congressistas, voluntários e palestrantes) num ambiente de comunhão e alegria cristã foi algo extraordinário. Interagir com irmãos que desenvolvem ministérios igualmente entre pessoas na Diáspora foi particularmente enriquecedor para nós.

No C-Step estamos enfrentando dificuldades para manter alguns projetos por falta de recursos financeiros, especialmente o projeto de adoção da educação de crianças refugiadas. Ao longo do ano de 2010 assumimos integralmente as mensalidades escolares de quatro crianças de pais refugiados (do Burundi e Camarões). Isso foi possível graças a ofertas que recebemos de alguns irmãos aqui e no Brasil, destinadas à educação dessas crianças. Gostaríamos muito de poder continuar assistindo em 2011, mas os recursos acabaram. Precisamos que orem conosco sobre essa questão. Se você souber de alguém interessado em adotar o processo escolar de uma ou mais dessas crianças, passe os nossos contatos que enviaremos maiores detalhes, inclusive fotos deles.

Há alguns anos compartilhamos sobre um grupo de 26 crianças da diáspora angolana, as quais vínhamos assistindo e evangelizando por mais de um ano e que fora retirado do centro onde atendíamos por uma organização católica romana. Perdemos o contato com muitos delas. Algumas voltaram a nos procurar depois de deixarem a casa para onde haviam ido por atingirem a idade limite conforme as regras daquela instituição. Hoje temos até membros na Igreja Presbiteriana do Kenilworth que fizeram parte daquele grupo. Há algumas semanas recebemos uma ligação de uma daquelas meninas, já fora da casa há algum tempo. Ela nos procurou em busca de ajuda. Engravidou e hoje tem uma menina de três anos de idade. Veio à nossa igreja por duas vezes já e está interessada em reconstruir sua vida juntamente com sua filha Suzan. Foi bom revê-la e saber que os ensinamentos que recebera da nossa parte não foram em vão.

Na igreja (Kenilworth Community Presbyterian Church) há novos acontecimentos em vista. Depois de anos procurando convencer o conselho a adotar o sistema de classes de Escola Bíblica aos Domingos, finalmente estamos trabalhando com vistas a começar classes bíblicas a partir de fevereiro. Creio que a ida do Rev. Mike ao Brasil para a reunião do Supremo lhe ajudou a melhor entender o conceito e a ver sua aplicabilidade aqui também. Outra novidade é o estabelecimento do grupo jovem da igreja. Filipe Piragibe tem influenciado bastante nesse sentido. A primeira reunião do grupo será dia 15 de janeiro para planejamento.

Assim, estamos aproximando o final e 2010 e início de 2011 na certeza do cumprimento dos propósitos de Deus para nós e com renovada alegria para os novos desafios diante nós. Aproveitamos a oportunidade para lhe agradecer por ter caminhado conosco ao longo de 2010. Só Deus sabe dimensionar a importância de sua parceria em nosso ministério seja através tempo gasto em oração intercedendo por nós, seja nas cartas, e-mails, telefonemas, etc. e, sobretudo, no ato de contribuir mensalmente com suas finanças a fim de termos nossas necessidades supridas. MUITO OBRIGADO!

Não podemos terminar sem antes lhe desejar um FELIZ NATAL e um ANO NOVO repleto de PAZ e ALEGRIA no Senhor.

Razões para agradecer:
• Pelos nossos filhos e suas vitórias nos estudos;
• Pela maravilhosa experiência de trabalhar em prol do III Congresso Lausanne Cape Town 2010 e pelo bem sucedido evento que foi;
• Pelas pessoas alcançadas através do projeto ao longo dos anos e pela alegria que temos de encontrar pessoas testemunhando da importância desse ministério em suas vidas - tanto na vida dos que servem como na vida dos que são servidos;
• Pelos 21 anos de Guilherme.

Razões para Interceder:
• Pelos novos missionários e famílias que virão em 2011 para o programa do Inglês em Cape Town;
• Pela adaptação desses amados irmãos e seus filhos, assim como pelo processo de aquisição da
língua;
• Pelos trabalhos do C-Step, assim como sua situação financeira para fazer face aos programas em 2011. Os recursos se esgotaram;
• Pelos estudos dos nossos filhos no ano vindouro; Philipe depende da aprovação da UCT e de finanças suficientes para custeá-los;
• Pelos filhos da diáspora na Cidade do Cabo, crianças que continuam vulneráveis. Ore especialmente pelo crescimento físico e espiritual delas, para que nosso trabalho faça diferença em suas vidas;
• Pelos novos desafios para o ministério neste novo ano – Escola Bíblica na Igreja (KCPC) e trabalho na condução da Base Virtual da APMT para o sul do continente africano;
• Pelo nosso sustento que continua baixo.

Seus companheiros na missão.

Rev. Gessé, Iolanda e filhos

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0
Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambuci) - C/C: 107965-4
Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86
Boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Um grito de socorro - Parte II

Oi gente,

Aqui estou eu de novo... e dessa ve com uma dor maior...

Nunca me conformei muito com aquela coisa de que “não adianta falar que nada vai mudar”, mas a prova final disso veio este ano. Que maravilha!!! Pela primeira vez o povo cristão brasileiro ergueu a voz e mostrou que não está de bobo-alegre vendo a banda passar. Mostrou que nossos governantes não podem simplesmente nos ignorar e passar por cima de tudo o que cremos por nos considerar insignificantes demais. Não! Temos muito o que dizer, e o Brasil vai ouvir. Não podemos voltar a nos calar e intimidar.
É nesse espírito que quero compartilhar com vocês uma dor profunda, uma dor que já dura 20 anos!!! Uma dor quase solitária, desconhecida e que precisa ser gritada aos quato cantos desse país!

É a dor dos povos indígenas feitos cativos como animais em uma grande jaula, chamada floresta.

Devem se lembrar que quando visitei cada um de vocês, disse que havia sido criada em uma aldeia indígena, e até fiz alguns cumprimentos na língua deste povo. Pois então, o que não contei a vocês naquele dia, é que este povo está sendo mantido cativo há 20 anos! E este é apenas um dos tantos outros grupos que recebem o mesmo tratamento.

Em 1991, a FUNAI retirou a equipe de missionários da aldeia, com o argumento que este contato era prejudicial para o povo. E desde então eles tem sido mantidos isolados na selva, proibidos de manter contato com qualquer outro brasileiro que não seja cúmplice das pessoas que dominam aquela área.

Porém o tratamento que este povo tem recebido durante todo este tempo é muito semelhante ao que se faz com animais em um zoológico! Recebem comida, cuidados médicos e parecem saudáveis e felizes, enquanto recebem visitantes do mundo todo que tiram fotografias, fazem documentários, escrevem artigos, livros e teorias, exploram sua imagem e lucram às suas custas sem que eles nem saibam o que isso significa!!!

Este povo tem permanecido em cativeiro, sem direito à escolhas, sem o direito básico de ir e vir, e sem o direito de apreciar o própria cultura (como o fazem os estrangeiros ali) pois sequer sabem o quão são valorizados. Não têm o direito à educação em sua própria língua, muito menos em português, e assim continuam sendo tratados como semi-humanos, gente inferior que não pode gerir a própria vida.

Eu tinha apenas 11 de idade quando saí de lá... depois disso, já terminei o colégio, fiz faculdade, duas pós-graduações, conheci pessoas e lugares do mundo todo, e nunca deixei de ser brasileira, ou de ser mineira, só por que conheci o que me era diferente! Isso é possível porque me foi ensinado a valorizar o que sou.

Enquanto isso, meus amigos de brincadeiras no rio e na mata não sabem sequer escrever seu próprio nome!!! Não sabem sequer o quanto sua cultura é bela e o quanto eles podem se orgulhar disso. Não sabem que podem inclusive tirar lucro pessoal disso ao invés de sorrir inocentemente para câmeras que vão vender suas imagens em € (euro) sem que eles nunca vejam um centavo desse dinheiro!!!

Mas eles sabem que existe um mundo de recursos e opções que lhe são negados, e não estão felizes com isso. Quando a FUNAI retirou os missionários da aldeia, os índios choravam e diziam para os funcionárioa ali: "Nós não queremos que eles vão embora. Se vocês quiserem morar aqui também, podem ficar, mas não os tire daqui! Essa terra é nossa, e nós escolhemos quem mora aqui." Sabem qual foi a resposta do chefe da expedição? "A opinião de vocês não nos interessa".

A opinião dos donos da terra não os interessa!!! É assim que eles dizem respeitar as populações indígenas e defendê-las???!!! Ignorando suas escolhas, mantendo-as em cativeiro, e negando-lhes o direito à educação por mais de 20 anos???!!!

Choro enquanto escrevo esta carta, um choro que dói nas entranhas, mas quase não tem mais lágrimas, uma dor que nos consome por muitos anos... e meu desejo é que essa dor seja sua agora também! que você não consiga mais dormir ou orar sem lembrar de pessoas que vivem cativas dentro do nosso próprio país. Gente da gente, nosso povo!

Temos ouvido que, recentementr, estes índios tem tentado sair da área restrita e têem feito viagens exploratórias para outros territórios indígenas. Temos ouvido que ficaram indignados ao ver que existem tribos que mantiveram suas origens porém com a liberdade que eles nunca tiveram. E que quando retornam à aldeia sofrem retaliações por terem tentado sair.

Eles precisam ser libertos! Precisam ser tratados como adultos que são. Precisam ser tratados como cidadãos!!! E nós não podemos ficar calados diante de tanta injustiça. Não podemos ser coniventes com isso. Não podemos ser tímidos. Vamos gritar aos quatro cantos contra as injustiças que se espalham por nosso país!

Tanto se falou sobre o aborto nos últimos dias, mas nosso país está mergulhado em INIQUIDADE e se nos calarmos não somos dignos do evangelho que professamos!

Não fique calado diante do que você vê. O que tem ferido seus olhos e ouvidos onde você vive? Exploração sexual, desrespeito ao indígena, trabalho escravo, infanticídio de bebês nas aldeias, pornografia, acoolismo, delinquência e tantos outros!

Desejo ardentemente que seu coração esteja moído, seu peito sem ar, e seus olhos ardendo diante da iniquidade. Clame contra a iniquidade! Clame contra o povo! Clame ao Senhor!

Celinda Castro.

Um grito de socorro - Parte I

Depois de 20 anos o sol parece raiar novamente!

Gente, isso tudo o que estou escrevendo pra vocês nos últimos dois e-mails não é conto da carochinha nem anda encaminhado! É a história da minha vida (Celinda), da minha família e de um povo que deve ser seu povo também, brasileiros como nós, porém que não desfrutam do mesmos direitos que nós.

Agora, imagine se de repente alguém descobrisse que a cultura brasileira é única e maravilhosa, e que por isso deve ser preservada. Maravilhoso, não? Pois é... mas imagine ainda que para garantir a preservação de tão bela cultura, alguém tivesse a brilhante idéia de manter todos os brasileiros completamente isolados do resto do mundo para não serem contaminados por nenhum traço de outras culturas?! Genial, não? Olha só que perfeito:

A partir de hoje fica decretado:

1. Nenhum brasileiro pode mais sair do Brasil, e ninguém pode entrar no Brasil. Nem se pode ter notícia alguma do que há no restante do mundo.

2. Nenhum brasileiro pode falar outra língua que não seja o português. Nem pode mais aprender a ler e escrever porque escrita é coisa herdada de Árabe, Egípcio e Chinês.

3. Nenhum brasileiro pode adquirir e utilizar utensílios e tecnologia que não seja brasileira, e se por acaso você já tinha algum destes objetos, serão todos amassados e queimados em uma grande e festiva fogueira. Então dê adeus, aos seus computadores, Ipods, roupas de seda, tênis legais, carros e motos e tudo o mais...

4. Nenhum brasileiro pode mais comer comida que não seja brasileira. Então dê adeus às pizzas, macarrão, kibes, chocolate, strogonofs, hamburgueres, sushis etc...

5. Nenhum brasileiro tem condições de decidir sobre sua própria vida, todos são considerados menores e devem ser tutelados, mesmo que as decisões envolvam exclusivamente sua vida pessoal. Serão nomeadas pessoas apropriadas para decidir sobre sua vida, sua casa e sua terra.

6. Qualquer tentativa de criatividade, inovação e/ou desenvolvimento será sumariamente interditada, antes, pelo contrário todos devem retornar a usos e costumes ancestrais, mesmo que já estejam extintos há séculos. Então vamos começar a pesquisar costumes ancestrais para reimplantá-los.

Então... genial, né? Agora sim, todo brasileiro vai gostar de si mesmo, se valorizar e se sentir especial, não vai?... pfff.. vocês acham que estou de brincadeira??? Pois é exatamente isso o que fazem com dezenas de tribos indígenas no Brasil!!! Mas não pára por aí.

Todas essas regras de “preservação” são impostas a estes grupos, porém, eles continuam expostos a todos os tipos de tecnologia e inovação, sem desfrutá-las. Então enquanto a equipe ali residente, e outros índios da região passeiam em barco a motor, os índios isolados devem remar! Não importa o cansaço, o sol, ou as dores, é bonito remar!

E enquanto os visitantes se empanturram dos mais ricos manjares em frente aos indígenas, eles podem experimentar tais iguarias? Claro que não! Índio só pode comer macaco. Se ele comer qualquer outra coisa vai deixar de ser índio.

E enquanto todos da região pescam usando anzol, os índios tem que bater o timbó, um veneno que mata o rio inteiro para que eles peguem 10 ou 15 peixes. Mas os índios sabem ‘preservar a natureza’ (“ã-ham” matando um rio inteiro com um cipó venenoso), e afinal um anzol é tecnologia demais, vai estragar a cultura!

Vou parar por aqui... mas me digam... que raio de preservação é essa??? O que acontece quando alguém é tratado por tanto tempo como um animal irracional???

Algo aconteceu no último dia 18/10/10! Cerca de 138 índios Zo’é (mais de metade da população da aldeia) que são assim tratados há 20 anos, não aguentaram mais, cansados de serem abusados e humilhados diariamente pelo líder da equipe da FUNAI saíram em busca de respostas.

Conheceram aldeias inteiras onde todos tem acesso ao mais variados tipos de recursos e tecnologia, sem perder sua identidade indígena. Tribos que realmente são valorizadas pelo que são, e não são mercadejadas. Que possuem projetos sérios de educação, desenvolvimento e saúde.

Indignados eles abriram caminho em meio a mata e chegaram até a cidade de Oriximiná para pedir socorro. Uma TV local noticiou o ocorrido e só. Enviaram a Polícia Federal para devolver o grupo para a mata e o caso foi abafado. Polícia pra acuar os índios??? De novo? A polícia devia estar atrás daquele que está sendo denunciado! E não das vítimas!

Por que ninguém quer divulgar o grito de socorro desse povo???!!! Vamos gritar por eles. Aqui vai o link da reportagem ... http://www.youtube.com/watch?v=fG5l3vrLOMA assistam e espalhem antes que as imagens desapareçam, vamos dar voz a este povo que precisa ser GENUINAMENTE preservado.

Que alegria pensar que a liberdade desse povo é possível!



Celinda Castro.

sábado, 2 de outubro de 2010

Nossas notícias para suas orações

Cape Town, 01/10/2010

FAMILIA

Guilherme continua contente com o trabalho (estágio remunerado). Está trabalhando muito para finalizar o National Diploma que cobre a parte técnica do curso. No próximo ano fará sua graduação em nível de Bacharel, se assim o quiser. Ajuda muito na Igreja fazendo parte da equipe responsável pela música (toca bateria) e decidiu fazer um curso bíblico com duração de dois anos, o Bethel Series, que é utilizado pela Igreja Presbiteriana da África do Sul na formação de obreiros leigos.


Philipe está se saindo muito bem na reta final dos estudos do segundo grau. Terá dois meses de intensos exames visando uma boa qualificação para ingressar na Universidade no próximo ano. Seu sonho é fazer Animação Gráfica, mas os cursos nessa área aqui são poucos e excessivamente caros. Sua segunda opção é Arquitetura, mas não está contente com isso. Mesmo assim será um grande desafio para nós em termos de recursos para financiar seus estudos.

Leonardo vem aprendendo violão e já nos ajuda nos cultos em língua portuguesa e na escola onde estuda. Em 2011 passará por uma mudança radical. Por razões financeiras, sua escola não oferecerá mais segundo grau. A decisão de funcionar só como escola primária pegou os pais de surpresa. Temos pouco tempo para achar uma escola para fazer o último ano (grade 12) do segundo grau. Pela norma as escolas não recebem novos estudantes para essa série. Além de despesas não previstas com essa mudança, terá que se adaptar o mais rápido possível num ano decisivo como é o último ano de estudos aqui. Suas notas da grade 12 serão as notas usadas para pleitear vaga em Universidades no ano seguinte.

Iolanda está bem de saúde apesar de ainda ter dificuldades para dormir. Continua empenhada e empolgada em suas aulas de pintura em tecido no projeto. Deus a tem usado na vida de algumas senhoras que vêm passando por situações de saúde semelhantes às que viveu no passado. Tem tido oportunidade de orar por elas e ajudá-las a confiarem no Senhor que é fonte de força e poder. Ainda sente muita saudade da mãe que faleceu no final de abril, mas, com a graça de Deus, vem superando.

Gessé ficou mais velho dia 18 de setembro. O pessoal do culto em língua portuguesa fez uma linda homenagem. Foi muito bom ouvir as expressões sobre o significado de sua vida na vida de cada um, especialmente ouvir os filhos dando seus testemunhos. Foi muito significativo!

TRABALHO
As reuniões aos sábados para o culto em língua portuguesa continuam acontecendo, mesmo com o número mais reduzido nesse momento. Por um lado isso nos alegra, pois é sinal de que estão conseguindo trabalho. Este é o caso do Mário, Daniel e Vandunem.

Na Igreja estamos vivendo uma fase muito difícil. Tem crescido numericamente, mas financeiramente está sendo um grande desafio. Os membros com mais capacidade de contribuição (idosos aposentados) morreram ou mudaram de região. Escola Dominical

Com a saída do Rev. Giancarlo, reassumimos o trabalho na Arca vez por semana auxiliando num projeto de recuperação de dependentes químicos, através de pregações e orações. Uma de nossas missionárias é psicóloga e também estará auxiliando com atendimentos.


Entre os refugiados acompanhados pelo C-Step, destacamos o cuidado de Deus com Pedro, Anthea e o filhinho Hugo. Estão felizes, apesar de ainda não terem encontrado a igreja ideal na região que estão morando para se tornarem membros. Sentem muita saudade da igreja (KCPC) e estamos planejando auxiliá-los a virem à Igreja Presbiteriana do Kenilworth pelo menos uma vez por mês. Os rapazes da Arca (Rodrigues, Rudy e Ndiro) continuam vindo tomar aulas aos sábados no projeto. Apenas o Ndiro está preocupado quanto ao próximo ano, pois precisa achar moradia e deseja continuar estudando. Precisa encontrar um trabalho e um local para morar, já que terá que deixar a Arca uma vez que está finalizando o segundo grau. Bastian segue firme nos estudos com a bolsa que ganhou e no próximo ano já estará estagiando. Ephanes quebrou o pulso e como não pode mais trabalhar foi despedida. Sem emprego e nem lugar para ficar, resolveu voltar para o Malawi até que recupere e depois volte para tentar novo emprego. Daniel Ernesto segue firme no Senhor, trabalhando e estudando. Compartilhou recentemente uma experiência de arrependimento sobre uma mentira proferida e a consciência do perdão de Deus, a qual nos edificou bastante. Os congoleses Liver Vatisudi e Simon ainda estão vivendo do submundo da noite. Tudo que conseguiram até agora em termos de trabalho foi fazer fotos em eventos de casas noturnas. Alvere e suas crianças (Joshua e Igueti) estão bem, depois de sofrerem muito com o tratamento que vinham recebendo do ex-marido, que continua insistindo para votarem. Mercy e seu filho Song são assíduos nos trabalhos da igreja. Também não perde as aulas de costura e mantém-se firme em seu pequeno negócio (barraquinha com produtos alimentícios tradicionais africanos). Alex conseguiu um novo emprego menos penoso e que lhe paga um pouco melhor. Ele e a esposa Concilie estão super felizes, pois ela está grávida. A filhinha Sheila já domina o inglês e tem sido destaque na escola.

Nas últimas semanas tive a grata satisfação de rever dois refugiados que não víamos há aproximadamente três anos. Primeiro foi Edson (angolano) retornou para agradecer por tudo que fizemos por ele, especialmente por ter lhe ensinado a Palavra de Deus. Disse que estava retornando para Angola e entre as muitas coisas boas que aprendeu no projeto uma delas levará para o resto da vida aonde quer que for. Isto é, a Salvação em Cristo Jesus. E mais recentemente foi o sudanês Thomas Opira. Veio igualmente para agradecer e mostrar sua nova documentação. Depois de uma ameaça de deportação finalmente teve sua situação legalizada, estando no país a mais de 10 anos. Agora tem Identidade e passaporte sul-africanos.

Estão entre nós no momento alguns colegas e missionários colaboradores. Nesse momento temos nossos irmãos Filipe Piragibe, Beatriz Faria e Benamil que nos ajudam enquanto aprimoram seu inglês. E, além da colega de trabalho no campo, Silvia Ocataviano, contamos também com a missionária colaboradora Laura Cibulska. Todos estão muito bem, graças a Deus. Participam conosco em reuniões de oração, nos trabalho da igreja, nas oficinas do projeto e nas reuniões de culto em português.

Nossa equipe está envolvida nos trabalhos da III Conferência Lausanne http://www.lausanne.org/. Alguns de nós estaremos servindo como voluntários antes, durante e depois do evento. Não queríamos ficar de fora e fomos convidados pelo diretor do Congresso, Rev. Blair Carlson. Será uma grande oportunidade de servirmos ao Senhor, representando nossa nação em diferentes postos como voluntários.

Razões para agradecer:
• Pelo desempenho dos nossos filhos nos estudos.
• Pelos refugiados que têm conseguido trabalho condições para estudar.
• Pelos nossos irmãos voluntários e colaboradores sempre dispostos a nos ajudarem no trabalho.
• Pelas pessoas Alcançadas no C-Step e pela alegria que nos dá de vê-las retornando com ações de graças.
• Pela oportunidade de servirmos no Congresso Lausanne em Cape Town.

Razões para Interceder:
• Pelos trabalhos do C-Step e por sua situação financeira. Nossos recursos estão se esgotando.
• Pela escola do Leo para o próximo ano e pelos exames finais e faculdade para o Filipe.
• Pelo trabalho em Cape Town. Para que Deus levante uma família interessada em dar continuidade no futuro.
• Pelo sustento mensal da família. Precisamos de novos parceiros que contribuam mensalmente diante da atual conjuntura.
• Pelos colegas em preparação para virem no próximo ano.

Seus colaboradores na missão.


Rev. Gessé, Iolanda e filhos

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0
Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambuci) - C/C: 107965-4
Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86
Boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Crise na África do Sul

Fazem três semanas que a África do Sul vem experimentando um momento de muita tensão. Greves nos sitemas vitais das atividades públicas do país está levando alguns setores ao caos. Praticamente todas as escolas e hospitais públicos fecharam. Criancas se preparando para os exames finais de segundo grau serão bastante prejudicados. Pessoas em situação de emergência são obrigados a voltarem para casa sem o devido atendimento nos hospitais... O momento é crítico. Suas orações são importantíssimas!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Refugiados: desconforto ou oportunidade?

De acordo com o relatório da ONU de junho de 2010 hoje existem quase 16 milhões de refugiados no mundo e o número de pessoas repatriadas é bem menor que o número de novos refugiados. Isso significa que o mundo está enfrentando um grande e crescente problema. Por outro lado o número de IDP (sigla inglesa para Pessoas Deslocadas Internamente) também está em constante processo de crescimento. Somente em 2009 o número de IDPs chegaram a mais de 27 milhões 2009, a maioria em virtude dos conflitos na República Democrática do Congo, Paquistão e Somália.

Conforme dados do mesmo relatório mais de 43 milhões de pessoas foram forçosamente deslocadas no mundo apenas no ano passado. A maioria desses refugiados vivem em áreas urbanas onde existem mais oportinidades para estudos e emprego. Tenho trabalhado com refugiados na Cidade do Cabo nos últimos 8 anos e tem sido esta a minha constatação. É interessante observar que muitos deles vem de países onde não é permitido proclamar abertamente o evangelho. Eles vivem e interagem com os nacionais o que significa que o contato com a fé cristã é inevitável. Para alguns deles é quando pela primeira vez têm um contato significativo com a forma de vida cristã. Alguns até são empregados por patrões cristãos ou mesmo vivem com famílias cristãs.

Portanto, a Igreja nesses países recebedores deveriam ver esse fenômeno como uma oportunidade estratégica para alcançar um não alcançado, mais especificamente se levarmos em consideração o fato de que muitos serão residentes temporários. Uma vez que a maioria deles querem um dia poder voltar para sua terra natal, para o meio do seu próprio povo. Pense por um momento o qão impactante será se no meio do seu próprio povo se essa pessoa um dia retornar como uma nova criatura, lavada pelo sangue do Cordeiro, como uma testemunha da Cruz.

O ponto que quero fazer aqui é: como a Igreja, o corpo de Cristo, está respondendo a esse desafio? Estamos vendo isso como uma grande estratágia para semear nesses terrenos que estarão preparados pelos Senhor para receber a boa semente de salvação em Cristo? Estamos nos preparando para recebê-los de braços abertos em nosso país? Estamos preparados para, acima de tudo, através de ações concretas demonstrar-lhes o amor de Cristo?

Pelos laços do Cordeiro,
Rev. Gessé Almeida Rios

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Nossa carta em agosto

A COPA
A Copa do Mundo de Futebol passou e a frustração de ver África do Sul eliminado cedo e o Brasil nas quartas de final também, mas pelo menos pudemos nos alegrar com o brilhante futebol da Espanha que se tornou campeã pela primeira vez na história. A euforia que envolveu o país naqueles dias cedeu lugar à rotina de antes e a vida vai voltando ao seu normal.

Os eventos que pretendíamos promover com a projeção de um jogo por dia no salão social da igreja não tiverem o efeito desejado, mas creio que alcançou seu objetivo. Mostramos mais de 20 jogos, inclusive a final, nos quais quase sempre tivemos a presença de visitantes. Ocasião em que aproveitamos para distribuir folhetos e exibir um filme com testemunho de atletas cristãos. Estamos gratos a Deus pela oportunidade.

FAMÍLIA
No dia 11/07 Iolanda e eu comemoramos 23 anos de casados. Foi bom refletir no cuidado de Deus sobre nós e nossa família, nestes anos todos dedicados um ao outro, aos nossos filhos e ao chamado ministerial e missionário que ele nos deu, dos quais 15 anos dedicados integralmente ao trabalho missionário. Continuamos procurando zelar por todas estas dádivas divinas.

Guilherme gostou muito de seu trabalho voluntário para a FIFA. Conheceu muita gente ligada ao esporte, em especial gente da de imprensa. Assistiu ao vivo todos os jogos realizados em Cape Town, entre eles a eliminação da Argentina e a classificação da Espanha para a final, duas de suas alegrias. Há três semanas começou seu trabalho como estagiário numa grande empresa no mercado no ramo da engenharia da informação e está gostando muito. Já fez alguns amigos e pelo visto todos estão gostando dele. O melhor é que será assalariado pelo menos por seis meses, tempo de duração do contrato. Depois voltará à Universidade (CPUT) para finalizar os estudos.
Dia 11/06 aconteceu a tradicional festa de final do ensino médio do Philipe. Agora terá uma bateria de exames até o fim do ano. Ë um período bastante estressante onde o aluno é testado em todas as disciplinas que estudou nos últimos três anos. Leonardo está se preparando para observar profissionais, quando terá que escolher algumas profissões nas quais tenha algum nível de interesse para então passar algumas horas por semana ajudando os referidos profissionais. É uma forma de auto-exposição a certos ambientes de trabalho para ajudá-lo na escolha de uma futura profissão.

Agradecemos aos parceiros de ministério que entenderam a situação compartilhada em nossa ultima carta e estavam em condições de aumentar a contribuição financeira mensal neste momento de novas deliberações da APMT em função do Imposto de Renda. A situação ainda é bastante complicada, mas pelo menos ameniza um pouco. Entendemos perfeitamente a dificuldade para alguns parceiros fazerem qualquer ajuste no meio do ano. Agradecemos por se unirem a nós em oração nesse momento.

TRABALHO
Além da experiência que tivemos com o evangelismo através do esporte, mantivemos o contato e apoio pastoral aos refugiados com os quais trabalhamos. Suspendemos nossas reuniões em língua portuguesa dos sábados, mas nos mantivemos conectados, assistindo os jogos juntos. Simon e Liver Vatusidi estão bem, mas provavelmente terão que mudar para áreas mais distantes. Alvere e Jean Paul se separaram depois de muitas tentativas da nossa parte para ajudá-los. A situação de constantes abusos e constrangimentos, inclusive para as crianças, chegou ao dela entender que o melhor para ela e as crianças seria a separação. Alex e Concilie estão muito contentes com a gravidez dela, três meses depois de um aborto espontâneo. Sheila, sua filhinha de 7 anos, já não tem qualquer problema com a língua inglesa e tem se destacado nos estudos.

Daniel Alves continua firme nos estudos. No último domingo compartilhou na igreja que tomou a decisão de deixar o trabalho anterior que não lhe permitia estudar e confiar no Senhor para lhe prover de um trabalho. Fazem dois meses que conseguiu um emprego que lhe permite estudar e recebe um salário melhor. Pedro Vicente, o cego, também conseguiu um bom emprego como massagista num SPA. Agora recebe um salário razoável e já até alugou um pequeno apartamento no centro da cidade, perto do trabalho. Ele, Anthea e o filhinho Hugo Pedro, estão bem e louvam a Deus por todas estas conquistas num curto espaço de tempo. Em tudo o Pedro faz questão de apontar para o que Deus tem feito em sua vida.

Ndiro estuda o dia todo, portanto não trabalha. Agora está preocupado porque não terá onde morar no próximo ano, uma vez que finalizando o segundo grau terá que deixar a escola/projeto onde mora. Bastian está um pouco sumido em virtude dos estudos e trabalho, mas nos encontramos quando dá e de vez em quando vem aos cultos nos domingos. As quatro crianças refugiadas (três do Burundi e uma de Camarões), cujos pais são membros da igreja, continuam recebendo assistência educação da parte do C-Step.

No dia 04/07 tivemos o culto de despedida dos nossos irmãos missionários, revs. Gian e Vladimir e suas respectivas famílias, que finalizaram seu tempo em Cape Town. Foram bastante importantes em nossas vidas, projeto e igreja, e estamos certos que serão uma bênção aonde chegarem. Além desses colegas, também se despediram de nós a missionária Dra Verônica Farias (Igreja Presbiteriana de Casa Caiada em Olinda) e o estudante de medicina João Gabriel (membro da Igreja Presbiteriana Independente de Dourados). Nesse momento estamos curtindo a saudade.

Rev. Mike Muller, pastor da Igreja Presbiteriana do Kenilworth com a qual mantemos parceria missionária, voltou radiante de alegria por ter participado como observador internacional da XXXVII Reunião Ordinária do Supremo Concílio da IPB realizada entre 11 a 17/07 em Curitiba. Disse ter sido uma experiência marcante e que de agora em diante entende e valorizará ainda mais os missionários brasileiros estudando inglês e as dezenas de estrangeiros (refugiados) que vêm se tornando membros da Igreja Presbiteriana do Kenilworth. A experiência de não poder se comunicar e depender todo tempo de um intérprete, segundo ele foi algo muito difícil. Ficou maravilhado do carinho e cuidado dos colegas no Brasil. Também gostou da organização, seriedade e eficiência com que a Igreja irmã atua no Brasil. Trouxe algumas sugestões para um trabalho mais eficiente da parte da Igreja na África do Sul.

Motivos para Louvar e Gratidão:
• Pela vida e ministério dos nossos colegas que acabam de nos deixar seguindo para nova etapa em suas caminhadas missionárias.
• Pelo tempo diferenciado que foi o período de Capa do Mundo de Futebol e as diversas oportunidades para testemunhar do evangelho a povos de diferentes nacionalidades.
• Pelo ambiente pacífico e tranqüilo como transcorreu a Copa do Mundo de Futebol.
• Pela participação do Rev. Mike Muller na ultima reunião do Supremo Concílio em Curitiba.
• Pelo estágio do Guilherme e por estar gostando do novo ambiente.

Motivos para Interceder:
• Pela gravidez da Concilie, Suzan Cassambala e Claudine.
• Pelas atividades do C-Step neste segundo semestre.
• Pelos exames de Matric do Philipe.
• Pelo sustento financeiro da família.
• Pela chegada e adaptação dos novos alunos de inglês.

Seus companheiros na missão.


Rev. Gessé, Iolanda e filhos

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Caso Bruno

Um barbárie... Parece cenas de filme de terror. Não há explicação ou justificativa nenhuma para um ato dessa natureza. O que me impressionou foi o fato do delegado em Minas Gerais expor abertamente todos os detalhes do crime para a mídia. Não creio que ele esteja querendo ganhar notoriedade em cima de toda essa misária, mas creio que está havendo imprudência quanto ao que deve e ao que não deve ser publicado nesse momento em que toda a nação se sente chocada. Sará que ele não imagina que milhões de crianças estavam assistindo noticiários? Parece não haver nenhum senso de proteção das nossas crianças.

Falta ética na polícia, falta prudência na exposição de certos casos. O cidadão brasileiro indefeso, inocente (crianças) não é obrigado a ter que digerir detalhes dessa desgraça que em si já afeta a sociedade brasileira como um todo. Tenho filhos e isso nos faz sentir, como familia, como se fossemos parte da família da Eliza.

Portanto, imagino que certos detalhes do caso não poderiam e nem deveriam ser expostos. Trata-se de material privativo da justiça. São elemtos para formulação do caso. No entanto, parabenizo o trabalho da polícia especailmente pela agilidade nas investigações.

Outra questão, que está na hora dos cidadãos brazileiros, em especial os homens, repensar seu na família. O Bruno de certa forma é vitima de um padrão familiar muito comum no Brasil que tá na cara que não dá certo. Nossa sociedade está ficando cada vez mais doente por conta dessa falta de elaboração dos papéis na família. O que se espera de um homem num casamento? Será que os homens brasileiros ao entrarem num relacionamento estão pensando em construir algo? Será que levam consigo algum sonho? Ou se casam apenas para depois descubrirem que estão vivendo um pesadelo?

Somos uma das nações mais violantas do mundo. Qual a razão disso? Pobreza? Nunca! Somos a oitava maior economia mundial. A princial causa é a o vazio de valores que permeia a nossa sociedade. Ser machista é ser homem. É que pensa um número considerável do nosso povo. E é assim que nossos meninos crescem, com esse modelo na mente, porque são esses os seus referenciais, seus pais. Crescem machistas para perpetuarem esse modelo, portanto.

Não adianta lamentarmos o leite derramado. Não adianta passarmos o resto da vida alegando que fulano frequantou boa escola, teve boa educação, etc. O erro não está ai. O que define o que será a pessoa quando chegar à idade adulta é a convivência que ele tem (ou deixou de ter) com essa figura parterna. Para o menino, o pai é a figura central, cuja influência afetará decisivamente sua vida, de forma positiva ou de forma negativa.

Nosso país precisa passar por um processo radical de regeneração moral. E isso só é possível acontecer quando os valores éticos, hoje abandonados em nome das liberdades individuais plenas, forem resgatados. Continuo sonhando com um Brasil melhor.

Ontem quando o Presidente da CBF, Ricardo Terra Teixeira, convidou o mundo para assistir a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, no mesmo momento o Jornal Hoje da Rede Globo) já havia ocupado mais de 60% do seu espaço com o caso Bruso. No final de sua fala Ricardo Teixeira usou uma frase que me fez pensar ainda mais. Ele disse: "No final da Copa de 2014 esperamos que o mundo saia um pouco mais brasileiro". De que Brasil estaria ele falando? Do ideal, sonhado por todos nós? Ou do Brasil real, violento, macabro, cruél, mal educado, de injustiças e desigualdades gritantes? Estaria ele falando do brasileiro que pode até não ner tido educação formal, mas tem educação suficiente viver a vida de maneira honesta, lentamente construíndo o futuro de seus fulhos e, portanto, construindo dia a dia um país melhor? Ou estaria ele falando daquele que é capaz de destruir sua própria riqueza para alimentar ganância e satisfazer prazeres momentâneos? Ou ainda daquele que, por falta opção e de dignidade, se vê obrigado construir seu barraco nas milhares de invasões e encostas, comprometendo, ainda que sem quer, o nosso já comprometido meio ambiente, para tão somente abrigar sua família? De que Brasil estaria ele falando?

Quanto a nós, cabe trabalharmos dignamente e de forma diligente para fazermos frente ao grande desefio de semear a Boa Semente do Evangelho nesso fértil solo brasileiro. Só então em 2014 poderemos desejar que o mundo todo se torne um pouco mais parecido com o Brasil, porque os brasileiros estarão um pouco mais parecidos com Jesus, o autor da vida.

Pelos laços do Cordeiro,
Rev. Gessé Almeida Rios

Final da Copa

Depois de muitas surpresas finalmente a Copa do Mundo de Futebol realizada na África do Sul está chegando ao fim. De certa forma duas equipes que demosntraram mais consistência durante a competição acabaram ficando para a grande final neste domingo dia 11/07. Não foi o que esperávamos e nem o que gostaríamos de ver, mas temos que aceitar e aguadar até 2014 no Brasil na esperança de sermos mais competitivos e, quem sabe, ficarmos com o Hexa.
A meu ver a maior supresa não foi apenas o fato de vermos seleções de tradição indo para casa mais cedo, mas, também, o fraco desempenho dos árbitros que em muitas situações até mesmo comprometeram resultados.
Da nossa parte usamos como pudemos cada oportunidade para interagir com diferentes pessoas, inclusive alguns brasileiros, apresentando-lhes a mensagem de slavação na forma de folhetos, testemunhos, etc. Independente de quem sairá vencedor, se Espanha ou Holanda, o que nos alegra é que mais algumas pessoas tiveram a possibilidade de conhecer a Jesus como a única fote de vida, a nossa vitória. A ele e somente a ele sejam dados honra, glória e louvor para todo o sempre.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Começou!!!!

África do Sul vive um dos momentos de maior euforia desde sua independância há 16 anos. O tão esperado pontapé inicial da primeira copa do mundo de futebol realizada em solo africano, finalmente aconteceu. E aconteceu num ambiente de muita festa, celebração (jabulani) e alegria. As vuvuzelas não param de tocar pelas ruas e demais lugares públicos. O povo não esconde a alegria.
Assistimos o jogo de abertura (África do Sul X México) com alguns amigos refugiados num telão improvisado no salão social da igreja. Estaremos mostrando um jogo por dia e nos intervalos mostrando testemunho de jogadores cristãos, além de distribuirmos folhetos.
Oremos para que em meio a alegria passageira muitos venham conhecer a Cristo, razão da verdadeira jabulani.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Nossas Notícias do País da Copa

“...para que, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus se torne conhecida...” (Ef. 3:10a)

Cape Town, 01/06/2010

A contagem regressiva para a Copa do Mundo de Futebol que vem sendo feita pelos responsáveis em produzir e distribuir as imagens do evento (SABC) adotou o seguinte slogan: “Feel it! It’s here!” ou “Sinta isso! Está aqui!”. De fato, não dá para não sentir que a Copa está aqui. Os sons que nos chegam aos ouvidos, bandeiras dos diversos países participantes no evento sendo vendidas nos semáforos, lojas ou mesmo tremulando em carros e nos prédios, nos dão a nítida sensação de que a Copa está aqui, bem pertinho de nós e C-Step não vai ficar de fora dessa. O estádio Green Point, que sediará os jogos da Cidade do Cabo, é lindo e funcional. DAs igrejas da cidade organizaram um dia de oração no final de abril e nós participamos com os nossos filhos. Foi um momento muito especial para orarmos pelo país hospedeiro e pelas nações que participarão do evento.

Não vamos aos estádios assistir a nenhum jogo, mas traremos a maioria dos jogos para o salão da Igreja e convidaremos amigos refugiados para assistirmos juntos. Cada dia será mostrado um jogo e nos intervalos apresentaremos o testemunho de um atleta cristão, além de distribuirmos folhetos evangelísticos. Para tanto estamos contando com o apoio de colegas e algumas organizações cristãs que atuam na área do esporte. O “ponta-pé” inicial será no domingo dia 06/06 quando a Igreja realizará o primeiro Domingo Missionário (um sonho se tornando realidade). A cada dia vemos a igreja abraçando a causa missionária. Diversas agências missionárias que estarão atuando na Copa foram convidadas para montarem stands no hall da igreja. Montaremos o nosso da APMT, é claro!

Recentemente estamos trabalhando com mais dois refugiados do Congo, Kimbangu-Kiamgani Simon e Liver Vatusidi. Simon era jogador de futebol profissional em seu país e Vatusidi, mais novo, sonha em ser fotógrafo profissional. Para sobreviver ambos trabalham como fotógrafos em casas noturnas nas periferias da Cidade do Cabo. Segundo eles, algo nada agradável. São obrigados a cobrir eventos de baixíssimo nível moral.

Uma notícia agradável foi o nascimento de Hugo Pedro, filhinho do Pedro Vicente e Anthea. Pela graça de Deus Pedro conseguiu um bom emprego agora. Estará trabalhando em sua área, massagista, numa rede hoteleira da cidade. Está super feliz e grato a Deus por mais esta porta se abrindo. Louco por futebol, lamentou apenas que não poderá ouvir a maioria dos jogos da copa. Também lamentamos que tanto o Pedro quanto os demais recém-empregados terão que trabalhar nos fins de semana. Isso significa que raramente os veremos. Mas permaneceremos em contato e os acompanharemos em nossas orações. Entendemos que isto é resposta de Deus às suas orações conforme solicitamos em nossa última carta.

Ficamos contentes com a iniciativa da IPB de convidar representantes da Igreja Presbiteriana da África do Sul para participarem como observadores internacionais da XXXVII Reunião Ordinária do Supremo Concílio da IPB em julho próximo, na cidade de Curitiba. Alegramo-nos mais ainda pelo Rev. Mike Muller, pastor da Igreja Presbiteriana do Kenilworth, e mais dois representantes terem sido nomeados pela Igreja Presbiteriana da África do Sul para participarem dessa reunião.

Nos últimos dias temos experimentado o maravilhoso cuidado do Senhor para com nossa família. Iolanda teve que ir ao Brasil dia 15/03 para acompanhar sua mãe, D. Elvira, que estava sofrendo de câncer em estado terminal. O Senhor poupou seu sofrimento e no dia 27/04 a tomou para Si. Seus familiares foram e continuam sendo muito bem assistidos pela Igreja Presbiteriana Betânia de Jataí e seus pastores. Apesar da dor todos estão bem e desfrutam das ternas consolações do Espírito Santo. Dia 22/05 foi aniversário da Iolanda e, juntamente com os nossos colegas e amigos fizemos uma pequena celebração numa fazenda de rosas.

Guilherme está caminhando para o fim do seu curso em Tecnologia da Informação e logo estará pegando seu Diploma Nacional. Como parte do último semestre de estudos terá que trabalhar por seis meses em sua área. Enviou currículo para algumas empresas, foi convidado para entrevistas e foi logo contratado por uma empresa que ele estava interessado. Receberá até um salariozinho, bom para iniciante, o que lhe ajudará bastante. Deverá começar essa nova etapa de sua vida no dia 12/07. Antes disso trabalhará como voluntário da FIFA no período da Copa na área administrativa no centro de produção e distribuição da imagem televisiva para o mundo.

Philipe acabou de receber sua carteira de motorista definitiva. Está radiante! Agora se prepara para os momentos finais do seu Matric (último ano de estudos antes da faculdade). No dia 10/06 terá a tradicional festa dos “matrics”. Trata-se de um evento bonito e marcante tanto para eles como para os pais. No último semestre terá que se dedicar inteiramente aos exames finais preparados, aplicados e corrigidos pelo Ministério da Educação. São meses de provas, literalmente. Está sonhando em seguir os estudos na área de Animação Gráfica.

Leonardo completará 17 anos de idade no dia 07/06. Mal podemos acreditar que nosso filho caçula já está prestes a se tornar maior de idade. Próximo ano será seu último ano escolar e até o final do corrente ano precisa ter uma idéia mais clara acerca da carreira estudantil a seguir na faculdade. Muitos desafios e muito stress, especialmente porque também terá que fazer sua licença de condução.

Motivos para Louvar:
• Pelo crescimento e conquistas dos nossos filhos nas diversas áreas da vida
• Pela recuperação da Iolanda e familiares em face ao falecimento da D. Elvira no dia 27/04
• Pelas oportunidades de testemunho da Verdade que a Igreja na África do Sul terá por ocasião da Copa do Mundo de Futebol
• Pelos refugiados que conseguiram emprego, especialmente pelo emprego do Pedro Vicente
• Pelo bom andamento da parceria entre APMT (C-Step) – KCPC – SALA
• Pelo honroso convite do Supremo Concílio da IPB à Igreja Presbiteriana da África do Sul para participar de sua próxima Reunião Ordinária a se realizar em Curitiba

Motivos para Interceder:
• Por cuidado e livramento do Senhor durante o período da Copa do Mundo de Futebol
• Para que a Igreja saiba aproveitar bem seu papel de testemunha da Verdade no período da Copa
• Pelos estudos dos nossos filhos, principalmente pelo Philipe, e pelo trabalho do Guilherme
• Pela programação evangelística que teremos na Igreja Presbiteriana do Kenilworth durante a Copa
• Pelo nosso sustento que está abaixo do necessário para os desafios do momento

Concluindo, não temos palavras para expressar nossa gratidão pelo seu envolvimento em nossa vida e ministério. E mesmo que tivéssemos as palavras corretas, somente Deus poderá de fato expressar o sentimento de gratidão do nosso coração ao seu. Portanto, além do nosso simples “Muito Obrigado!” deixamos também o nosso grande abraço.

Seus companheiros de missão.


Rev. Gessé, Iolanda e filhos


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

domingo, 25 de abril de 2010

Mídia brasileira menos preconceituosa

Observo que nos últimos anos a mídia brasileira tem se comportado de maneira mais democrática e menos preconceituosa, sobretudo no que diz respeito aos seguimentos não Católicos Romanos da igreja. Parece estar havendo um interesse cada vez maior nos assuntos ligados à vida e prática da comunidade cristã em geral, principalmente no que concerne ao mandato missionário do povo de Deus. Na última semana fui procurado pela jornalista Evelyn Soares do Jornal do Brasil, interessada em mostrar aos seus leitores que a missiologia reformada se preocupa não apenas com a alma da pessoa mas, também, com a restauração da dignidade humana que ocorre naturalmente com resultado do exercício da misericórdia. Para ler a matéria na íntegra, basta visitar o seguinte site: http://jb.ideavalley.com.br/flip/?idEdicao=750951bade0786f7cec76a6295327c88&idCaderno=0a7f3db12a852a0cb7c5168ebb9bbe25&page2go=0

sábado, 3 de abril de 2010

Páscoa

Seu sacrifício nos abriu a porta da Graça. Que nestes dias, quando rememoramos a morte e ressurreição dpo nosso Senhor, possamos contemplar com alegria mais intensa a Sua Maravilhosa Graça.
His Sacrifice

quinta-feira, 25 de março de 2010

Na luta contra o infanticído

ONG cristã luta destemidamente contra o infanticídio indígena, amplamente defendido por antropólogos e certos seguimentos do atual governo brasileiro. Leia mais no site http://www.atini.org/

quarta-feira, 17 de março de 2010

Nossas notícias para suas orações

E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo (Rm. 10:17)

Cape Town, 10/03/2010

Estamos caminhando a passos largos para o evento mais esperado por todos aqui na África do Sul, a Copa do Mundo de Futebol de 2010. É só no que se fala na mídia. Quase tudo tem alguma relação com o evento, comércio, bancos, sistema de transporte, emissoras de TV, Jornais, revistas, emissoras de rádio, debates políticos e acadêmicos, enfim, quase tudo gira em torno do assunto. Mesmo as pessoas que não entendem nada de futebol, cuja tradição esportiva é o rugby e o cricket, começam a dar sinais de envolvimento com o mais que esperado acontecimento.

Está praticamente tudo pronto, apesar de ainda existirem várias peças aqui e ali para serem ajustadas. O sistema de transporte público, por exemplo, precisa melhorar até lá. No entanto, nem tudo é festa. O altíssimo custo de vida nos últimos meses tem dificultando ainda mais a vida dos mais desfavorecidos e milhões de desempregados. O preço social é muito alto.

Naturalmente a igreja como um todo não está de fora do grande acontecimento. Existem diversos movimentos e ministérios nacionais voltados para o esporte se articulando para o evangelismo e discipulado durante e nos dias subseqüentes ao campeonato. Organizações como os Sports Ambassador e Utimate Goal estão preparando igrejas e cristãos em geral, através de seminários, para aproveitarem as oportunidades de testemunhar do amor do Senhor.

Estamos contentes com o andamento dos trabalhos no C-Step. Nesse primeiro termo estamos trabalhando com mais de 30 pessoas, entre cristãos comprometidos e pessoas sem qualquer compromisso com a fé cristã; crianças, jovens e adultos; refugiados e nacionais, na maioria desempregados. Hettie, membro da igreja Presbiteriana do Kenilworth, continua como voluntária responsável. Pr. Marcos, da Igreja Batista Portuguesa do Cabo, retornou como voluntário no trabalho com as aulas de músicas. Iolanda iniciou as aulas de pintura em tecido esse ano e está indo muito bem. Suas alunas dizem que nunca imaginaram que um dia seriam capazes de fazer coisas tão belas. Continuamos oferecendo o curso básico em computação visando evangelismo através da inclusão digital. Rev. Giancarlos e sua esposa Adriana têm nos ajudado tremendamente. Além de dirigirem o programa do culto em língua portuguesa aos sábados, uma vez por mês reúnem interessados em aprender receitas culinárias brasileiras. O objetivo é oferecer alguma alternativa para pequenos empreendimentos a pessoas desempregadas.

Em todos esses programas temos aproveitado as oportunidades que surgem para evangelizar. Cremos que a semente está sendo plantada e há de germinar no devido tempo. Pela primeira vez fomos procurados por uma muçulmana desejosa de entrar no programa e nós a aceitamos. Aos poucos está se abrindo, compartilhando situações de sua vida e aberta para oração.

Temos recebido algumas ofertas de igrejas no Brasil para auxiliar na educação de crianças refugiadas. Com estes recursos assumimos os custos dos estudos de três crianças para todo o ano de 2010. Louvamos a Deus por esta grande bênção, um antigo sonho.

A parceria (SALA/KCPC/APMT - C-STEP) visando o programa de língua inglesa para missionários e trabalhadores cristãos de tempo integral, está indo bem. As reformas nas salas ainda precisam de aprovação de departamento de obras da cidade para sua finalização. As aulas continuam acontecendo todos os dias, de Segunda a Sexta das 08:30 às 12:20. Nesse momento são duas famílias missionárias nossas alem de outros estudantes da África do Sul, Angola e Brasil.

Louvamos a Deus pelos colegas que temos tido o privilégio de trabalhar recentemente. O que mais nos alegra em todos eles é o senso de prontidão. Isto é, entendem que são missionários onde estão, não apenas quando chegarem ao seu campo final. Esse tipo de atitude nos alegra, especialmente por perceber o nível de preparo destes amados irmãos e o importante trabalho que nossa missão vem fazendo.

Nossa família está bem, pela graça de Deus. Os filhos sempre ajudando em tudo, tanto em casa como no ministério. Philipe, que completa 19 anos no próximo dia 22/03, está trabalhando muito em seu último ano no ensino médio. Ainda não definiu o que fará no próximo ano, mas está bem inclinado para alguma coisa na área de desenho gráfico. O último ano do ensino médio aqui é muito difícil, especialmente nos rigorosos exames finais no último semestre. Uma grande vitória do Philipe foi ter passado no seu ultimo exame para obter carteira de motorista sul-africana. Agora está habilitado. Leonardo também estábem. Está no penúltimo ano do ensino médio e já faz planos para o futuro.

A situação de saúde do Guilherme está mais sob controle, mas inda requer cuidados, além de alguns procedimentos que ainda não foram feitos. Continua seus estudos e deverá estagiar no segundo semestre. Neste momento está se preparando para sua pública profissão de fé (que ainda não deu) e, também, tem se mostrado muito interessado nas coisas do Reino. Tem sido assídua sua participação na vida da igreja, sobretudo no envolvimento com a equipe de música tocando bateria na igreja nos domingos à noite.

A situação de saúde da D. Elvira (85 anos), mãe da Iolanda, tem deteriorado repentinamente. O fígado está totalmente tomado pelo câncer. Lamentamos muito seu sofrimento neste momento. Iolanda havia reservado passagem para ir ao Brasil no final de março, mas a pedido de seus irmãos decidiu antecipar e viajou na última segunda-feira dia 15/03. Está sendo um momento muito difícil para todos nós.

Motivos para Louvar:
• Pelo C-Step e os projetos em andamento
• Pelas oportunidades de testemunhar das Boas Novas
• Pelas crianças refugiadas assistidas com educação
• Pelos nossos missionários e seu progresso na aquisição da língua inglesa
• Pela parceria entre SALA, KCPC e APMT (C-Step)
• Pelo Philipe ter passado em seu exame de motorista

Motivos para Interceder:
• Por emprego para os desempregados da igreja, especialmente os refugiados
• Pelo C-Step e suas atividades
• Pela parceria APMT/KCPC. Hoje participei de uma reunião da comissão de parceria do Presbitério do Western Cape onde foi ressaltada a importância dessa parceria para a vida da Igreja Presbiteriana do Kenilworth.
• Pela viagem da Iolanda e o tempo que passará em Jataí entre familiares nesse momento difícil
• Por recursos extras para cobrir despesas diante dos últimos acontecimentos

Mais uma vez, obrigado! Sua disposição de continuar sustentando as cordas nos encoraja a seguir firmes no propósito de Deus para nós.

Seus parceiros na triunfante tarefa missionária,

Rev. Gessé, Iolanda e filhos


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Enchente em Jataí - GO

No início da semana a população jataiense foi supreendida com enchente repentina. Depois de horas de chuvas fortes o córrgo Jataí transbordou causando danos e prejuízos às populações ribeirinhas. Oremos pelas vítimas para que haja corações sensíveis e mãos hábeis no auxílio e socorro das pessoas atingindas, em especial as crianças.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

O valor da família para a saúde social de um povo é algo inquestionável. As barbaridades que assistimos todos os dias são sinais evidentes de que algo está fora do lugar. Não podemos negar que essa maravilhosa estrutura idealizada pelo Criador está sofrendo um processo de derretimento irreversível. Até parece que está sendo afetada pelo aquecimento global, como as geleiras nos polos do globo. Veja esse interessante artigo sobre o assunto Clique Aqui

domingo, 17 de janeiro de 2010

Algumas Coisas que os Não-calvinistas Deveriam Saber sobre o Calvinismo

por Colin Maxwell

Esta é uma tentativa de corrigir alguns dos mal-entendidos sobre o Calvinismo. Isto não pretende ser uma defesa doutrinária detalhada das Doutrinas da Graça.

1) Calvinismo e Hiper-calvinismo são pólos opostos. Os termos não devem ser usados como sinônimos. Um hiper-calvinista não é apenas um calvinista zeloso. Ambos consideram o outro como calvinistas “mistos”. Ninguém chama a si mesmo de hiper-calvinista.

2) Sim, os calvinistas se dividem em várias facções. Mas existem muitas escolas doutrinárias, e.g. Dispensacionalismo, Governo da Igreja, Adoração... nós cantamos somente Salmos ou usamos hinos? Quais hinos? Nós usamos música? Qual música? Com que conjunto de textos nós baseamos nossa tradução da Bíblia? É o Textus Receptus que é importante ou a (KJV) AV ? Ou ambos? Etc.

3) O termo livre-arbítrio precisa ser definido para evitar confusão. Calvinistas poderão afirmá-lo ou negá-lo, dependendo do que eles acham que você quis dizer... Isto algumas vezes leva a acusações de contradição. Consulte as Confissões Calvinistas padrão, e.g. a Confissão de Fé de Westminster, capítulo 9, para uma definição de termos.

4) O termo livre agência não é automaticamente o mesmo que livre-arbítrio quando usado por um calvinista. Ele é o termo calvinista preferido para livre-arbítrio. Preferido de forma a evitar a confusão tratada no ponto acima.

5) Calvinistas acreditam na responsabilidade do homem, mas negam sua capacidade de arrepender-se e crer no Evangelho. Os dois termos não são sinônimos. Calvinistas crêem que a incapacidade do homem de arrepender-se e crer é causada por seu próprio pecado, e a sua incapacidade não anula a sua responsabilidade.

6) Calvinistas não acreditam que os homens são fantoches, bonecos de madeira ou robôs, mas seres responsáveis e tratados assim por Deus, mesmo quando decaídos.

7) Calvinistas não são fatalistas. Calvinistas acreditam que Deus ordenou o fim e também os meios para este fim. Portanto, eles crêem no evangelismo como o meio que Deus usa para cumprir sua intenção de salvar os eleitos. Não é verdadeiro dizer que os calvinistas acreditam que Deus salva homens sem o Evangelho. Calvinistas acreditam em oração.

8) Calvinistas acreditam que é obrigação dos homens arrependerem-se e crerem no Evangelho. Esta é um de nossas disputas com alguns hiper-calvinistas.

9) Calvinistas acreditam que o Evangelho deve (para citar Calvino) ser pregado indiscriminadamente aos eleitos e réprobos (Comentário de Isaías 54:13), visto que não sabemos quem são eles, mas somente Deus.

10) Calvinistas não limitam o valor ou mérito ou dignidade do sangue de Cristo. Eles limitam a intenção do sangue para salvar qualquer um além dos eleitos. Nós estamos satisfeitos o bastante (como estava João Calvino) com a afirmação de que o sangue de Cristo é suficiente para o mundo inteiro, mas eficiente somente para os eleitos.

11) Calvinistas não pregam apenas os Cinco Ponttos e nada mais. Pelo menos não mais que Dispensacionalistas que pregam apenas sobre profecias ou Pentecostais que só pregam sobre os dons do Espírito, etc.

12) Calvinistas não lêem os Cinco Pontos em todos os textos da Escritura. Muitos dos maiores comentários bíblicos, amados e valorizados por todos os cristãos (e.g, Mattew Henry) foram escritos por calvinistas.

13) Calvinistas acreditam que os homens podem resistir ao Espírito Santo. Eles acreditam que mesmo os eleitos podem resistir ao Espírito Santo, e o fazem... mas somente até o momento em que o Espírito regenera seus corações de forma que não resistam mais a Ele. Os não-eleitos efetivamente resistem a ele por toda a vida.

14) Calvinistas não acreditam que todos os homens são levados se debatendo e gritando irresistivelmente a Cristo. Nós acreditamos na graça irresistível. A vontade não é ignorada na salvação. Nenhum homem vem a Cristo involuntariamente, ou se lamenta por ter sido trazido.

15) Calvinistas não acreditam que existam almas lá fora que querem ser salvas, mas não podem ser salvas porque não são eleitas.

16) Calvinistas, sem ter acesso ao Livro da Vida do Cordeiro, vêem todo homem como potencialmente eleito e pregam o evangelho a ele.

17) Calvinistas acreditam na eleição incondicional mas eles não acreditam na salvação incondicional. A não ser que o homem nasça de novo, ele não entrará no Reino dos céus (João 3:3). A não ser que ele se arrependa, ele perecerá (Lucas 13:3). A não ser que seja convertido, etc... todas estas são condições da salvação.

18) Calvinistas acreditam que a regeneração precede a fé em Cristo. Nós não confundimos o termo regeneração com justificação ou salvação. O Espírito de Deus regenera o pecador eleito capacitando-o a abandonar seu pecado e voluntariamente abraçar a Cristo e então ser justificado pela fé e salvo pela eternidade. Regeneração, portanto, não é sinônimo de justificação ou salvação assim como convicação de pecado não é sinônimo de conversão a Cristo.

19) Perseverança dos santos não significa que os calvinistas crêem que eles podem levar sua querida vida sem qualquer referência a observar o poder de Deus. Isto simplesmente significa que nós cremos que os cristãos provarão ser vencedores, de acordo com 1 João 5:4-5, etc...

20) Alguns calvinistas usam a frase redenção particular em oposição à expiação limitada porque eles podem ver como a posição da redenção geral também limita a expiação, embora de uma forma diferente, isto é, ela não realiza a tudo que se pretende.

21) Calvinistas não acreditam que João Calvino era infalível... não mais que Metodistas acreditam que João Wesley foi infalível ou Dispensacionalistas dão a Schofield ou John Darby a palavra final.

22) Embora os calvinistas creiam que a graça salvadora e o arrependimento são dons de Deus, dados somente a seus eleitos, eles não crêem que Deus exercita a fé por eles ou arrepende-se por eles. O pecador eleito, capacitado pelo poder de Deus, realmente se arrepende e crê por si mesmo.

23) Embora possa não haver um meio-termo real entre a posição calvinista e aquela dos não-calvinistas, ainda assim muitos calvinistas acreditam que os dois lados realmente pregam o Evangelho. Apesar de nossas diferenças em muitos dos detalhes, um homem que prega que Cristo morreu pelos ímpios e que a obra foi suficiente para salvar aquele que se arrepende e crê está realmente pregando o Evangelho. Nós nos regozijamos na pregação do Evangelho de John Wesley tanto quanto na de George Whitefield, apesar de (naturalmente) considerarmos Whitefield um teólogo melhor.

24) Não há nenhuma contradição ou paradoxo entre a soberania de Deus e a responsabilidade do homem. Em nenhum lugar a Escritura diz que o homem é responsável porque ele é livre, ou seja, a afirmação de que a responsabilidade pressupõe a liberdade é uma falácia. Pelo contrário, a Escritura ensina que o homem é responsável porque Deus, que é soberano, o considerada assim. Além do mais, Paulo, em Romanos 1, afirma que é o conhecimento inato do homem que o torna responsável pelos seus atos, e não a sua suposta liberdade. Isso está de acordo com o que Jesus diz em João 9:41: “Respondeu-lhes Jesus: Se fôsseis cegos, não teríeis pecado algum; mas, porque agora dizeis: Nós vemos, subsiste o vosso pecado”.

25) Embora os calvinistas creiam que até mesmo atos pecaminosos são ordenados por Deus (Efésios 1:11/Provérbios 16:4), isso não faz de Deus o autor do pecado. Concordamos com o Dr. Clark, que ao escrever seu livro sobre o problema do mal, disse: “Deus não é o autor deste livro, como os arminianos seriam os primeiros a admitir; mas ele é a causa última dele, como a Bíblia ensina. Todavia, eu sou o autor. Autoridade, portanto, é um tipo de causa, mas há outros tipos. O autor de um livro é a sua causa imediata; Deus é a sua causa última... Deus não comete mais pecado do que ele está escrevendo essas palavras”.

Então, aqui está. Eu não espero que esta lista realmente convença alguém da verdade da posição calvinista. Isto não intenta ser uma defesa doutrinária do Calvinismo. Eu dei poucas referências porque queria manter curto e de fácil acesso. As confissões calvinistas padrão (isto é, a Confissão de Fé de Westminster, etc.) devem ser consultadas para afirmações definitivas. O Dictionary of Theological Terms (Rev. Alan Cairus) é uma ferramenta inestimável. Espero que esclareça mais que alguns poucos mal-entendidos. É desanimador ao extremo ver uma caricatura de sua fé ridicularizada. Talvez alguém do outro lado da batalha (não-calvinistas) possa esforçar-se e esclarecer alguns mal-entendidos que os calvinistas porventura tenham.

http://solafide-blog.blogspot.com/2010/01/algumas-coisas-que-os-nao-calvinistas.html

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Notícias de janeiro

“Pois o Senhor, vosso Deus, é o Deus dos deuses e Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e temível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita suborno; que faz justiça ao órfão e à viúva e ama o estrangeiro, dando-lhes pão e vestes. Amai, pois, o estrangeiro, porque foste estrangeiro na terra do Egito” Dt.10:17-19

Cape Town, 15 de janeiro de 2010


Louvado seja Deus!
Estamos em 2010 e cheios de expectativas para o Novo Ano. Graças a Deus, gozamos de abençoados 30 dias de férias entre os dias 10/12/09 e 10/01/10. Não tivemos condições de viajar ou sair muito de casa, mas pudemos desfrutar de uma semana na casa de praia de um casal amigo. Levamos os demais missionários conosco e, juntos desfrutamos de dias prazerosos.

Deus usou um irmão no Brasil (não quis se identificar) para nos ofertar uma quantia que foi suficiente para comprarmos um carro mais novo para a família. Nosso carro (ano 89) estava ficando caro com constantes serviços mecânicos. Com essa oferta pudemos comprar um carro um pouco maior e mais novo (ano 2000) e um grupo de irmãs nos ajudou com o seguro.

Quanto à nossa saúde, as coisas não estão tão bem assim. Nosso filho mais velho, Guilherme, está passando por processo um pouco difícil. Está em tratamento, mas a reação tem sido lenta. Iolanda foi acometida de uma inflamação muscular e, embora esteja se sentindo melhor, precisa retornar à fisioterapia. Ontem quebrou um dente e agora está sofrendo com o incômodo até termos condições de ir ao dentista. Já estamos calculando os gastos. Eu (Gessé) também venho sofrendo com dores numa das vértebras da coluna, semelhantes às dores que senti durante seis meses depois do acidente de carro em Moçambique em 1996. Ao que parece, uma inflamação. Estamos aguardando nosso seguro médico autorizar consulta para uma melhor investigação. Em tudo, porém, estamos conscientes do cuidado amoroso do Pai.

Philipe e Leo estão tranqüilos. Retornaram às aulas dia 13/01 e estão bastante animados. Foram eleitos novamente como monitores na escola, auxiliam os educadores especialmente nas áreas de ordem e disciplina. Leo está cursando o penúltimo ano do ensino médio e o Philipe está terminando. Ainda não decidiu o que fará no próximo ano, mas gosta muito de desenho gráfico.

O trabalho promete muito esse ano, apesar da diminuição do número de refugiados no país. O departamento de migração, provavelmente em função dos preparativos para a Copa do Mundo de Futebol, tem dificultado para renovar documentação de alguns refugiados, os quais se vêem forçados a buscarem outro rumo. No entanto, C-STEP continuará seu trabalho. As oficinas de música, costura e computação reiniciará seus trabalhos a partir do dia 30/01. De igual modo as aulas de culinária um sábado por mês e um seminário por semestre sobre pequenos negócios. A novidade esse ano é que será introduzido o curso de pintura em tecido, o qual será ministrado semanalmente por Iolanda.

As aulas de inglês para missionários e obreiros cristãos de tempo integral continuam sob responsabilidade de SALA (South African Language Academy), conforme parceria assinada com APMT (C-STEP)/KCPC. A garagem da igreja que não tem sido usada para esse fim e um quartinho de despejo, estão passando por uma reforma para abrigar salas de aula. Nas próximas semanas, mais missionários estarão chegando do Brasil. Teremos um pouco mais de trabalho enquanto nossa colega Silvia estiver no Brasil. Estamos contando os dias para o seu retorno.


Os refugiados que temos discipulado, assistido, ensinado, continuam progredindo em sua caminhada com Deus e na sociedade. Christopher foi embora para o país vizinho, Zimbábue, a fim de morar com seus pais, os quais se encontram refugiados ali com o restante da família. Recebemos mensagem recente dele relatando saudade e agradecendo a forma como o auxiliamos em sua caminhada com Deus. Coco Muamba também foi embora. Sua região de origem no Congo está mais calma e ele decidiu retornar.

Alvere, Jean Paul e as crianças estão bem, continuam trabalhando e Igueti bastante empolgada com a escola. Tony Vandunem conseguiu trabalho e estamos orando para que seja um pouco mais permanente. Pedro Vicente será pai. Ele e Anthea estão muito felizes e continuam firmas na fé. Bastini e Daniel Ernesto conseguiram bolsa de estudos para cursos profissionalizantes. Resposta de oração. Estamos contentes com eles por esta bênção. Alex, Concilie e Sheila tiveram que mudar de casa e estão morando com Alvere e família. Sheila foi pela primeira vez para a escola no dia 13/01. Alex fala bem inglês, mas Concilie e Sheila apenas o francês e quirundi.

Motivos de Louvor:
• Pelo período de férias que pudemos desfrutar
• Pelo retorno do Philipe e Leo às aulas
• Pela bênção do carro para a família
• Pela bolsa de estudos que o Daniel e Bastini conseguiram
• Pelo desempenho dos colegas em seus estudos e aquisição da língua
• Pelo bom andamento da parceria com escola de inglês
• Por nossos fiéis parceiros no projeto missionário.

Motivos para Interceder:
• Por um emprego para o Alex
• Pelas oficinas e demais atividades do C-STEP para este ano
• Pela Silvia e seus compromissos no Brasil
• Pelo trabalho de SALA no ensino da língua inglesa para nossos missionários
• Pelo nosso sustento que não tem sido suficiente, em especial para fazer face aos aumentos nos preços, recentes imprevistos e gastos de início de ano.

Despedimo-nos com um grande abraço e sincera gratidão pela sua disposição de continuar sustentando as cordas.

Seus parceiros na triunfante tarefa missionária,

Rev. Gessé, Iolanda e filhos


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<


Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.