quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Mensagem Natalina

“Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros.
E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz” Is. 9:6 (NVI)


Nossa família se alegra com você ao celebrar o nascimento do Salvador e lhe deseja um FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO.

Que o ano que se aproxima seja repleto de amor, paz, alegria e muitas vitórias.

São os votos de Gessé, Iolanda, Guilherme, Philipe e Leonardo.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Natal é alegria...

...perdão reconciliador, paz verdadeira, amor geniuno, esperança concretizada... NATAL é tudo isso e muito mais.

Isabel e Zacarias se casaram no esperançoso sonho de terem filhos, no entanto viveram toda uma história de vida sem ver o sonho concretizado. Ela era estérial e ambos de idade avançada (Lc. 1:7) provavelmente já estavam até acostumados com a idéia de morrerem sem dixar descendência. Mas é aí que tá. Deus age no meio do impossível, do improvável, mesmo porque essa condição não existe para Deus. E Ele o faz para tornair Sua grandeza ainda mais evidente.

Isabel e Zacarias eram descendentes de Arão, a nobre classe religiosa de seu povo. "Ambos eram justos aos olhos de Deus, obedientes de modo irrepreensível a todos os mandamentos e preceitos do Senhor" (Lc. 1:6). Tinham o Deus certo, a espiritualidade certa, viviam de forma certa, tinham o sobrenome certo... Tinham tudo para dar certo, tudo para ter a vida perfeita e sonhada por muitos. Mas não é o que se tem para oferecer que conta, porque aí deixa de ser graça, passa a ser mérito, passa a ser obra da carne e não de Deus.

Não faziam idéia que nos planos do Altíssimo seriam protagonistas da maior incursão de Deus na história humana. Deus os escolheu para trazer ao mundo o profeta precussor do Messias. Aquele que O receberia e O introduziria no ministério designado pelo Pai, o ministério da reconciliação. Quanta honra! Deus não apenas lhes dá um filho, obejto contínuo de oração do casal, mas lhes dá o precussor do Messias esperado. Não foi por coincidência que o anjo Gabril no ato da anunciação dixou claro que se tratava mesmo de resposta de oração. Diz Gabriel a Zacarias: "tua oração foi ouvida" (Lc. 1:13).

Muitos desistem de orar por serem imediatistas e esquecerem que Deus age num tempo diferente do nosso. Creio que se Zacarias e Isabel tivessem desistido de interceder teriam perdido tão grande privilégio. Deus está à procura de homens e mulheres que pagam o preço da perseverança em oração. Orar implica em submissão. Quando oramos estamos declarando que nos submetemos Àquele a quem suplicamos. Oração é uma delaração de rendição da vontade. Não à minha vontade, mas a Tua, ó Deus.

O fato é que Isabel engravida como prometera o anjo sabendo de antemão que o que estava sendo gerado era resposta de oração. Não somente recebe a bênção do filho, mas também o manual completo com direito a nome, para que serve, como manter, etc. Diz o texto: "...será chamado João... será motivo de prazer e alegria..." (Lc. 1:13-14) para o casal e para a nação de Israel; "...será grande aos olhos do Senhor... não tomará bebida fermentada, será cheio do Espírito Santo desde o nascimento. Fará retornar muitos do povo de Israel ao Senhor seu Deus. Irá adiante do Senhor... para fazer voltar o coração dos pais a seus filhos e os desobedientes à sabedoria dos justos, para deixar um povo preparado para o Senhor" (Lc. 1:15-17).

Podemos apenas imaginar a alegria de Isabel e Zacarias diante de tamanha revelação. Qual mãe ou pai não ficaria prá lá de satisfeito ao tomar conhecimento antecipado do importante papel que seu filho irá exercecer no mundo? João nasceu com uma missão: apresentar Jesus ao mundo. Em certo sentido, é o que eu e você fomos chamados a fazer hoje. Apresentar Jesus aos povos. A resposta dessas naçãos? Depende do Espírito Santo.

Ao engravidar Isabel fica cinco meses sem sair de casa (Lc. 1:24). Vergonha? Precaução? Mêdo? Não sabemos. O que a revelação bíblica nos diz é que o nascimento de João muda a sorte dessa familia, renova os laços, traz nova dinâmica e alento para a família.

Seis meses depois o mesmo anjo Gabriel faz outra grande anunciação, desta vez sobre o nascimento do Messias. Uma garota, virgem, comprometida e, tudo indica, de casamento marcado foi a escolhida. É Deus que escolhe. Mais uma vez Deus mostra a grandeza do Seu poder na improbabilidade humana. O questionamento de Maria não difere do questionamento de Zacarias: "Como acontecerá isso, se sou virgem"? (Lc. 1:34). Ambos se prendem nas circunstâncis e impossibilidades humanas. A resposta do anjo não deixa espaço para a dúvida: "Nada é impossível para Deus" (Lc. 1:37).

NATAL é a alegria de saber que Deus acabou com os impossíveis. Não há mais impedimentos porque em Cristo os obstáculos são removidos. Não me refiro apenas à trivialidade dessa vida, embora creia que Deus pode e intervém em nossas circunstâncias cotidianas. Refiro-me principalmente ao acesso a Deus, à salvação outrora distante de nós. Jesus veio para ser o único Caminho que nos leva ao Pai. Isto sim, é NATAL. Ele tornou possível o impossível.

Isto também nos encoraja a acreditar que Deus intevém em nossas impossibilidades. Neste novo ano, sejo o que for que lhe apavora, amedronta... sejo o que for que considere impossível, lembre-se: "nada é impossível para Deus".


Um breve resumo coparativo das duas anunciações conforme Lucas capítulo 1:

João foi anunciado a um sacerdote, Zacarias (11)
Jesus, anunciado a uma virgem, Maria (26 e 26)
Aparição a Zacarias: silenciosa (11)
Aparição a Maria: audível (28)
Reação de Zacaria: medo (12)
Reação de Maria: medo (29)
Primeira mensagem do anjo Gabriel
* a Zacarias: consolação - "não tenha medo"(13)
* a Maria: consolação - "não tenha medo"(30)
Segunda mensagem
* a Zacarias: anúncia da gráça - "tua oração foi ouvida" (13)
* a Maria: anúncio da graça - "você foi agraciada" (30)
Terceira mensagem
* a Zacarias: conteúdo total da anunciação (13-17)
* a Maria: conteúdo total da anunciação (31-37)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Cape Town, Copa do Mundo de Futebol e a Glória de Deus

Ontem, depois dos afazeres do dia, minha esposa e eu decidimos ir ao centro da cidade para ver de perto um pouco da euforia das pessoas sobre os preparativos do sorteio dos grupos que acontecerá logo mais à noite para a Copa do Mundo de Futebol em 2010. Ficamos impressionados com a quantidade de jornalistas de diversas partes mundo cobrindo o evento (sentimo-nos numa Babel), superlotando os hotéis aos redores do belo Centre de Convenções Internacional de Cape Town com sua moderna aquitetura em formato de navio. No geral a cidade está bastane calma com alguns sinais de vida noturma um pouco mais agitada, o que não é comum na cultura da cidade.


Fomos também ao Green Point Stadium, a algumas centenas de metros dali, o qual está em fase final de construção e que promete ser um dos estádios mais modernos e funcionais do mundo.

De lá subimos ao Signal Hill, local com vista privilegiada para quase toda a cidade, a fim de vermos o por do sol. Um silencioso epetáculo de tirar o fôlego! Não há como descrever. Simplesmente lindo ver aquela bola de fogo se esconder lentamente do outro lado do Oceano Atlâtico.
Aqui é uma tradição no verão as pessoas irem ao Signal Hill, ou outro ponto alto qualquer da cidade, para apreciar o por do sol. Pude perceber naquele momento a expressão de culto de muitos ali presentes. É impressionante como o ser humano tende a sorrateiramente se voltar para a criatura, esquecendo-se do Criador.

Fiquei penalizado e até comentei com minha esposa: "é lamentável ver a pessoas se contentarem apenas com um pouquinho da glória de Deus". Ver aquele por do sol me reportou para algo muito maior, a glória de Deus. Encheu-me ainda mais de encantamento pelo Pai e adoração diante da glória do Criador.
Não há como duvidar: "Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra de suas mãos" - Salmo 19:1.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Notícias de Cape Town

Cape Town, 01 de novembro de 2009

Fazem três meses e meio que retornamos à África do Sul e nesse curto espaço de tempo muitas coisas aconteceram por aqui. Ao chegar descobrimos que as coisas não estão exatamente como deixamos. Engraçado, parece que nossa mente tende a congelar imagens. Temos a mesma sensação quando vamos ao Brasil. Muita coisa mudou, mas conservamos em nossa memória aquelas imagens de pessoas e lugares de quando as deixamos. É que experimentamos aqui quando chegamos de volta especialmente pelas rápidas transformações por que passa o país com obras pra todos os lados para ampliação das infra-estruturas para sediar a Copa do Mundo de Futebol.

A visita da APMT e da Nacional da SAF foi um grande momento em nossas vidas. Estiveram conosco o Rev. Marcos Agripino (Executivo da APMT), Eunice da Silva (Secretária Geral do Trabalho Feminino da IPB), Maria da Paz Souza (Tesoureira da Confederação Nacional das SAFs), Niracy Bueno (Vice Presidente Sul da SAF) e Terezinha Santana (Vice Presidente das SAFs Norte). Apesar de o grupo ter chegado desfalcado em virtude das irmãs Anita Chagas (Presidente da Confederação Nacional das SAFs) e Edicélia Carneiro (vice-presidente Centro Oeste da SAF), e dos irmãos Rev. Breno Junior (membro da Assembléia da APMT), Pbo. Clodoaldo Furlan (vice-presidente da Editora Cultura Cristã) não terem conseguido seus vistos para Angola, segunda etapa da viagem no continente. Foi um grande privilégio para nós e bastante proveitoso tanto para nós que os recebemos como para nossos visitantes que passaram a conhecer outra realidade do trabalho missionário.

O ponto alto da visita foi assinatura de uma Carta de Intenções para cooperação missionária entre a Agência Presbiteriana de Missões Transculturais (representada pelo Rev. Marcos Agripino) e Igreja Presbiteriana da Comunidade do Kenilworth (representada pelo Rev. Mike Muller). Dando, assim, um tom mais oficial à parceria de cooperação no trabalho missionário já existente há mais de cinco anos

Em outubro tivemos dois casamentos entre refugiados em nossa igreja. Ficamos contentes de ver o empenho de irmãos da igreja nos casamentos destes irmãos. O primeiro, realizado dia 18, foi o do Alex e Concilie (refugiados do Burundi) que, embora bem simples, foi muito especial na vida deles e da Igreja. O segundo, dia 24, foi o de Pedro Vicente e Anthea. Foi muito bonito, apesar do atraso de quase uma hora. A igreja estava cheia o que demonstra o quanto Pedro tem se tornado conhecido e amado nesta cidade. Durante a recepção uma senhora deu um testemunho sobre a vida dele e seu compromisso com Deus, e de como seu testemunho tem levado outras pessoas a Cristo. Iolanda ficou encarregada da ornamentação e, com a ajuda da Lee, Verônica e Cláudia,fez um excelente trabalho. Foi uma linda celebração. Uma irmã lhes presenteou com algumas diárias para lua-de-mel num hotel da cidade.

Pela graça de Deus estamos conseguindo, através do C-STEP, manter a Igueti na escolinha. Neste momento ela está de catapora, mas passa bem. O Joshua está cada dia mais espertinho e inteligente. Continuamos dando o apoio necessário (moral e espiritual) a alguns refugiados, mais precisamente o Rodrigues, Ndiro, Daniel, Pedro, Tony Vandunem, Jean Paul, Alvere e filhos, Alex, Concilie e Sheila, Bastini, Mercy e Song, entre outros.

O Ndiro e Christopher apareceram de volta. O Ndiro estava em Cape Town mesmo, mas impossibilitado de uma participação mais ativa no grupo por motivo de força maior. Agora tem aparecido regularmente. O Christopher tinha sumido porque estava no Zimbábue. Ele descobriu que seus pais e seus irmãos estavam em Harare, capital daquele país. Foi uma alegria para nós vê-lo novamente e uma alegria ainda maior para ele poder rever os seus pais ai no Zimbábue. A guerra os separou por muitos anos, além disso, não tinha certeza de onde estavam e nem se estavam vivos. Voltou à África do Sul apenas para pegar documentos de escola e se despedir da gente. Ficamos contentes de revê-lo e de saber que contribuímos para sua conversão e crescimento espiritual, e para manter viva a esperança de se re-unir aos familiares.

No início do mês de dezembro nossa colega Silvia Octaviano e sua filha Laura estarão indo ao Brasil para um período de descanso, encontros familiares, reuniões com sua igreja e APMT e tratamento de saúde. Seu retorno está previsto para início de abril de 2010. Farão muita falta tanto pelo trabalho que faz quanto pela amizade que temos. Desejamos que tenham um tempo ricamente abençoado no Brasil e voltem logo para continuarem o trabalho entre nós.

Motivos de Louvor:
• Reencontro do Christopher com sua família;
• Progresso no aprendizado da língua por parte dos novos missionários;
• Visita do Executivo da APMT Diretoria Nacional da SAF;
• Casamentos do Pedro e Anthea e Alex e Concillie;
• Bom desempenho dos nossos filhos nos estudos apesar das complicações de estudar parte do ano à distância. Guilherme está indo muito bem na Faculdade; Philipe e Leo acabaram de ser eleitos representantes dos estudantes na escola.
• Assinatura da Carta de Intenções entre APMT e KCPC.
Motivos para Interceder:
• Estamos nos sentindo cansados (sabemos a idade conta, risos)
• Refugiados estão enfrentando dificuldade para renovação de documentos de residência no país;
• Nossos filhos Philipe e Leonardo precisam renovar os Vistos este mês;
• Viagem da Silvia e Laura e o tempo delas no Brasil;
• Pela escola de Inglês e as reformas nas dependências da igreja para melhor acomodar as aulas.


Seus parceiros na triunfante tarefa missionária,

Rev. Gessé, Iolanda, Guilherme, Philipe e Leonardo


><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><>

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

domingo, 6 de setembro de 2009

AIDS, um pesadelo na África

HIV/AIDS segue fazendo vítimas especialmente entre as mulheres. Na região do sub-sahara existem aproximadamente doze milhões de crianças órfãs de pai ou mãe, ou ambos. Cerca de três milhões desse total apenas na África do Sul. A África do Sul ocupa o primeiro lugar no ranking mundial nas estatísticas sobre a AIDS. Para agravar ainda mais a situação a prática do curandeirismo (aqui chamados de médicos tradicionais) e certas tradições em algumas culturas africanas comprometem qualquer programa na tentativa de barrar seu avanço.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Carta de Setembro

Cape Town, 01 de setembro de 2009

Há duas semanas conversava com um presbítero de nossa igreja em Cape Town quando este confessou o impacto que tem sido na sua vida e de sua família, o trabalho que desenvolvemos com refugiados na igreja. Empregado bem sucedido, carreira consolidada (quase 30 anos de serviços prestados numa grande empresa), bom salário, promoções e prêmios todos os anos, etc. Há um ano pediu aposentadoria antecipada (o que significa perdas) para se dedicar em tempo integral num projeto cristão com nacionais (http://www.learntoearn.org.za/Khayelitsha.htm), semelhante ao que desenvolvemos com refugiados. Naquela conversa ele brincou comigo, dizendo: “você foi o culpado”. Apenas respondi: “ficaria contente se fosse verdade, mas sei que não fui eu e você sabe exatamente quem foi”. Aquilo que fazemos no reino de Deus tem implicações bem maiores que apenas os resultados esperados. Deus nos surpreende a cada dia na medida em que buscamos viver pela graça e debaixo de Sua soberana vontade.

Nossa família tem sofrido um pouco com gripes e viroses desde que retornou do Brasil. Cremos que as cirurgias da Iolanda baixaram sua resistência o que a faz ainda mais vulnerável. No momento estamos (o casal) fazendo um curso de 30 horas na área de Cuidado Pastoral, através da Capelania Evangélica do Groote Schuur Hospital (http://en.wikipedia.org/wiki/Groote_Schuur_Hospital), no qual foi realizado pelo médico cristão Dr. Christiaan Barnard o primeiro transplante mundial de coração. Tem sido uma boa experiência e de grande valor para nosso ministério o qual visa lidar com o aflito e sem esperança.

A família missionária da APMT em Cape Town está crescendo. No momento formamos um grupo treze pessoas, sendo cinco adultos (e o que é melhor, gente madura), quatro jovens e duas crianças. Além disso, Deus está nos dando o privilégio de contar com mais duas irmãs missionárias presbiterianas, Cláudia (de Anápolis - GO) - professora de professores de crianças - e Verônica (de Recife - PE) - psicóloga atuando em sua área para agências missionárias brasileiras. As duas num programa de aprendizado da língua inglesa por seis meses. Como podem ver, estamos bem acompanhados.

Rev. Giancarlo e Adriana, com pouco mais de dois meses no país, mostram uma boa adaptação e excelente entrosamento com a equipe e nacionais. Até parece que já eram conhecidos por aqui. Estão evoluindo bem na comunicação e as crianças (Lucas e Sarah), aos poucos se enturmando na escola. Estamos contentes com o ritmo dos trabalhos tanto na parceria com a escola de inglês (SALA) para missionários, bem como na sequência do trabalho com refugiados.

Ao retornamos do Brasil fomos apanhados de surpresa com a notícia do casamento do Pedro Vicente e Anthea. Eles se conhecem faz seis anos. Há menos de um ano começaram namorar e estão já na fase final do aconselhamento pré-nupcial. O casamento está marcado para dia 24/10/09. Ficamos contentes de ver o envolvimento da igreja em ajudar nos preparativos. Alex (refugiado do Burundi) conseguiu trazer a esposa e filha de seis anos. Demoraram cerca de um mês para chegar. Alvere, Jean Paul e crianças estão bem. Igueti continua cada vez mais esperta. Próximo ano já vai para a escola. Através do C-Step a adotaremos para auxílio educação. Não há escola gratuita na África do Sul, mesmo as escolas públicas são pagas e às vezes mais caras. Conseguimos uma verba para esse fim e colocaremos na pré-escola ainda esse mês. Coco, Ndiro e Christopher não aparecem faz algum tempo e estamos sem notícias recentes. Daniel e Bastini continuam firmes na fé dando um bom testemunho. O Tonny continua desempregado e bastante desanimado.

Recentemente auxiliamos alguns refugiados da República Democrática do Congo a conseguirem ser entrevistados pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados. O objetivo é obter apoio da ONU para acharem outros países potenciais receptores a fim de deixarem a África do Sul, devido às constantes dificuldades enfrentadas por aqui. No entanto temos procurado frisar a todos, a necessidade de, seja onde ou em que circunstância for, entregarem tudo ao Senhor e confiar em sua provisão. Temos procurado aproveitar essas oportunidades para levá-los a perceber a necessidade de um relacionamento salvífico com Cristo.

Muitos ainda sofrem ameaças, em parte devido ao grande número de refugiados no país competindo no saturado mercado de trabalho da África do Sul. Para entendermos melhor a complexidade é importante salientar que aproximadamente 40% da mão-de-obra ativa sul-africana está desempregada. Com a presença cada vez maior de estrangeiros fugindo de zonas de conflitos em seus países, a situação fica ainda mais tensa. A economia decadente no Zimbábue só aumenta o drama. Estima-se haja cerca de três milhões de zimbabuanos na vivendo na África do Sul, a maioria ilegal. HIV/AIDS segue fazendo vítimas especialmente entre as mulheres. Na região do sub-sahara existem aproximadamente doze milhões de crianças órfãs de pai ou mãe, ou ambos. Cerca de três milhões desse total apenas na África do Sul. A África do Sul ocupa o primeiro lugar no ranking mundial nas estatísticas sobre a AIDS.

Tudo isto parece bastante sombrio. Porém, percebemos claramente Deus agindo maravilhosamente em meio aos "escombros". Igrejas estão acordando para sua tarefa de serem luz e sal nessa terra. Assim, refugiados chegam à África do Sul em busca de melhores condições de vida, em busca do pão que perece e muitos deles acabam encontrando o Pão da Vida. Muitos seguem daqui para outras partes do mundo ou de volta às suas terras de origem desfrutando e compartilhando as Boas Novas da salvação em Cristo com os seus.

Solicitamos unirem-se a nós em oração:
• Agradecendo pela adaptação dos missionários recém-chegados, progresso diário no aprendizado da língua e crescimento da equipe
• Intercedendo para que Deus continue gerando frutos dignos de Sua glória entre nós
• Pelos refugiados e as situações que os aflige
• Para que a visita da APMT, Nacional da SAF e Casa Editora Presbiteriana em setembro, seja um tempo de alegria e goza para todos


Juntos, servindo em Missões

Rev. Gessé, Iolanda, Guilherme, Philipe e Leonardo

><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><>
Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Gripe A (H1N1) faz primeira vitima

Hoje foi confirmada a primeira vítima da nova gripe (H1N1) no continete africano, na região do sub-sahara. Um estudante de 22 anos da Universidade de Stellenbosch, a cerca de 50 km da Cidade do Cabo. Existem outros estudantes infectados, mas o maior medo das autoridades sanitárias é em relação a grande parte da população (quase 19% da população do país) portadora do virus da AIDS. Suas orações são muito importantes para nós e para toda a África do Sul.
http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/africa/2009/7/32/Registada-primeira-morte-por-gripe-suina,49bbdf7a-b393-4dea-9ee9-8a5e716f5fe8.html
http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/090803/saude/sa__de_gripe_afsul

sexta-feira, 24 de julho de 2009

De volta à África

Cape Town, 23 de julho de 2009

“Tornar-se um discípulo significa voltar-se de maneira decisiva e irreversível para Deus e para o próximo. O que segue depois disto é uma jornada... a qual não terá fim nesta vida, uma jornada de contínua descoberta de novas dimensões do amor a Deus e ao próximo.” David J. Bosch

Nossos últimos dias no Brasil foram em São Paulo onde encontramos com o Rev. Marcos Agripino (Executivo da APMT) para uma última conversa antes da viagem. Atingimos nosso principal propósito que era de descansar pelo menos dois dias, além de ter tempo para rever alguns irmãos e amigos. A viagem até Cape Town foi uma das viagens mais tranqüilas que já fizemos. Chegamos aqui no tempo previsto, num dia lindo bastante ensolarado, porém frio. Pelo menos não estava chovendo. Foi como se as chuvas tivessem decidido dar trégua para nossa chegada. Nossas bagagens chegaram todas. Tudo correu bem nos aeroportos e nem mesmo as preocupações das autoridades sanitárias com a nova gripe (H1N1) criaram qualquer tipo de inconveniência. Louvamos a Deus que tudo correu tão bem.

Ao chegarmos descobrimos que a África do Sul ficou um pouco diferente nestes sete meses. O advento da Copa das Confederações mexeu ainda mais com as expectativas do povo para a Copa do Mundo de Futebol quando o barulho das Vuvuzelas promete ser ainda mais intenso. O ritmo acelerado das obras de ampliação nos aeroportos, estádios, hotéis, etc., contribuem para o novo cenário. Porém o que mais estranhamos foi a alta nos preços em absolutamente tudo. Bens e serviços estão em média aproximadamente 35% a 40% mais caras. Suas orações por total provisão do Senhor são de suma importância.

Estamos todos bem de saúde. Iolanda continua recuperando bem da última cirurgia. As dores são menos intensas. Leonardo e Philipe retornaram às aulas e estão tentando acompanhar o ritmo dos demais colegas. Deverão se submeter a exames especiais nas próximas semanas. A escola deles (John Wycliffe Christian School), que é uma escola missionária, terá que mudar para mais longe de onde moramos. Dos dias 5 a 7/08 estaremos envolvidos auxiliando na mudança. O Guilherme é que está se sentindo muito cansado com o ritmo puxado. Por outro lado, esse tempo aqui sozinho não lhe fez bem. Pedimos que ore pela saúde dele, em especial pela saúde emocional.

Aos poucos vamos retomando nossas atividades. A parceria com a escola de inglês para missionários e obreiros cristãos de tempo integral está funcionando bem, apesar de algumas limitações devido a escassez de espaço físico e a falta de um veículo utilitário para nos ajudar nos deslocamentos, principalmente nas idas e vindas ao aeroporto. No momento estamos ampliando as instalações para melhor acomodar as aulas e aumentar a capacidade a fim de receber mais pessoas. Louvamos a Deus pelo empenho da APMT, espacialmente na captação de recursos para esse fim. Ore também pelos recursos para aquisição de um carro utilitário.

Em setembro teremos a visita de alguns irmãos do Brasil juntamente com uma delegação da Nacional da SAF, o que será para nós uma grande honra e motivo de muita alegria. Ore pelos preparativos lá e cá e para que seja um tempo marcante na vida de todos.

Juntos, servindo em Missões

Rev. Gessé, Iolanda,
Guilherme, Philipe e Leonardo.


><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><>

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Crescimento evangélico no Brasil é destaque na mídia

Para informar e orar



Jataí, 17 de junho de 2009

"Não estás aqui no mundo para ti mesmo, foste enviado aqui para os outros! O mundo está te esperando!" - Catherine Booth.

Nosso tempo no Brasil está chegando ao fim e nossa próxima correspondência será a partir da África do Sul. Dentro de 28 dias estaremos embarcando de volta à África do Sul para continuarmos o trabalho do Senhor ali. Até aqui viajamos mais de 18 mil km visitando familiares e igrejas parceiras no Projeto nos estados de Goiás, Bahia, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná. Tem sido um tempo ricamente abençoador para nossas vidas. Lamentamos apenas que não foi possível visitar todas as igrejas participantes no projeto. Mas, cremos, contamos com a compreensão dos nossos irmãos e retornamos com o compromisso de, na próxima vinda, priorizar visitar as igrejas não visitadas.

Ainda teremos alguns compromissos até o fim do mês e a partir do dia 30/06 nos dedicaremos apenas à arrumação de malas. Nosso plano é sairmos de Jataí para São Paulo dia 10/07 a fim de descansarmos um pouco antes de embarcarmos dia 15/07 para a África do Sul. Pedimos suas orações pelas viagens e compromissos que temos até lá, e pelos preparativos para o retorno.

Depois de uma cirurgia bem sucedida com 40 dias de repouso, Iolanda precisou submeter-se a mais uma intervenção cirúrgica antes de voltarmos à África. Pelo fato de precisar de pelo menos 30 dias para a recuperação, foi operada dia 10/06, em Jataí – GO, a fim de que tenha tempo suficiente. A cirurgia em si foi muito boa, o pós-operatório, no entanto, está sendo um pouco mais difícil que o esperado. Está impossibilitada de viajar até dia 10 do mês seguinte. Solicitamos que ore pelo seu restabelecimento, especialmente pelas dores que vem sentindo.

Retornar aos nossos familiares e amigos depois de 4 anos, foi uma experiência singular. Estamos muito cansados, é verdade. Mas esperemos que ao chegar de volta em pleno frio chuvoso da Cidade do Cabo tenhamos um tempinho extra para descansar. Foi edificante para nós receber o carinho e a acolhida amorosa de irmãos que nos receberam em suas igrejas. Como nosso povo presbiteriano é acolhedor! Ficamos contentes de ver nossas igrejas perseverantes e firmes no envolvimento missionário. Cremos que nossos objetivos quanto à vinda ao Brasil foram atingidos, ainda que alguns apenas parcialmente, como visitar todas as igrejas participantes no projeto. Agradeça conosco o gozo que tivemos de estar entre os nossos.

O Philipe, que agora está tendo que usar óculos, e o Leo estão se preparando para exames quando chegarem de volta à Cidade do Cabo. Guilherme lá na África do Sul disse que já não agüenta mais de saudade e comer miojo. Claro que nós estamos nos desmanchando de saudades também. Mas logo isso será coisa do passado e todos nós sairemos ganhando. Ele em termos de amadurecimento e nós no sentido de irmos aprendendo a abrir mãos dos nossos filhos. Afinal nós os criamos ensinando a servirem a Deus onde Ele os chamarem pelo mundo afora. Ore conosco pelo desenvolvimento emocional e espiritual deles.

O trabalho na África do Sul está crescendo muito. A Silvia tem sido bastante eficiente na organização dos trabalhos com refugiados e apoio a novos missionários chegando para o estudo da língua inglesa. Temos recebido mensagens de sul-africanos irmãos nossos manifestando a alegria de verem o trabalho crescendo e eles mesmo se envolvendo como voluntários nas atividades. A Igreja Presbiteriana do Kenilworth está cada vez mais disposta a cooperar nos trabalho, disponibilizando suas instalações para reformas a fim de acomodar as aulas de inglês para missionários e obreiros cristãos de tempo integral. Ore por recursos para as reformas e pela aquisição de um carro utilitário.

Servindo juntos na seara do Mestre

Rev. Gessé, Iolanda,
Guilherme, Philipe e Leonardo.

><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><>
Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0, Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4, Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86 Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Enfoque missionário no Globo News

Isso mesmo!
Mesmo cortando a ênfase que damos na transformação social resultante da ação do Espirito Santo na vida dos que crêem em Cristo como Senhor e Salvador, creio que valeu a boa intenção da jornalista Natália Luz de focalizar a força do trabalho missionário brasileiro em terras africanas... leia mais no seguinte link:
http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1129168-5602,00-MISSIONARIOS+BRASILEIROS+TRABALHAM+COM+REFUGIADOS+NA+AFRICA+DO+SUL.html
Boa leitura!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Para informar e orar

Jataí, 4 de maio de 2009


“Não é suficiente estarmos no lugar certo; não é suficiente dizermos as palavras certas; nunca é suficiente até que andemos com Deus vinte e quatro horas por dia, em todo lugar que vamos e em tudo o que dizemos como uma expressão de amor e fé” (Eugene H. Peterson – do livro “Run with the horses” (Corre com os cavalos)


Mal chegamos ao Brasil e já estamos tendo que pensar em nosso retorno. Temos agora dois meses e meio apenas em nossa pátria mãe. Desde que saímos da África do Sul muitas coisas aconteceram por lá. Recentemente testemunhamos a mídia brasileira dando destaque às eleições parlamentares da República da África do Sul e a vitória com mais de dois terços para o ANC (Congresso Nacional Africano) que indicara seu presidente ao cargo máximo de chefe da nação, conforme prevê o sistema eleitoral do país. Neste caso, o próximo presidente será o Sr. Jacob Zuma, homem carismático, populista e figura polêmica no cenário político daquele país. Envolvido em diversos processos na justiça que vai desde estupro até lavagem de dinheiro em um multi-milionário negócio de armas. Suas orações importantíssimas nesse momento da nação Sulafricana. Que Deus livre o país das armadilhas do inimigo.

Iolanda vem se recuperando bem da cirurgia realizada no dia primeiro de abril no Hospital Presbiteriano de Rio Verde - GO. Dia 20/04 retornou para a primeira revisão médica e aparentemente está indo tudo bem. Apenas alteração na medicação e mais algumas recomendações sobre repouso, devendo retornar no dia 13/05 para mais uma revisão. Assim, aos poucos estamos retomando nossas viagens de visitas previamente agendadas a igrejas participantes no projeto o qual desenvolvemos na África do Sul sob direção da nossa agência - APMT. Precisamos das orações pela total recuperação da Iolanda e pelos compromissos.

Foi muito bom retornar a Dourados - MS para desfrutar de um tempo com os nossos irmãos ali, ocasião em que Philipe, nosso filho do meio, completou 18 anos de idade. Foi bastante significativo para nós. No retorno de Dourados passamos dois dias em Bonito – MS e depois em Campo Grande – MS, onde visitamos um casal amigo que serviu a Deus conosco na África. Recentemente tivemos de representar a APMT na celebração dos 150 anos da IPB realizada em Barra do Garças – MT pelo Sínodo daquela região. Agradeça por estas oportunidades que Deus nos tem dado.

O Guilherme está bem, mesmo sozinho na África do Sul, graças a Deus. Semanalmente nos correspondemos para matar um pouco a saudade que já é muita. O Philipe e o Leonardo seguem os estudos à distância com alguma dificuldade, mas procurando fazer o melhor. Ore pela saudade que sentimos do Guilherme (e ele de nós) e pelos estudos do Leo e Philipe para que consigam acompanhar o ano escolar ao chegarem lá.

Servindo na seara do Mestre


Rev. Gessé, Iolanda,
Guilherme, Philipe e Leonardo.

><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><>

Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):
Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0
Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86
Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Cirurgia

A todos os que oraram pela cirurgia da Iolanda, minha esposa, nosso muito obrigado.
Conforme havia sido agendado, a cirurgia ocorreu no dia 01/04, das 07h40 às 10h00 no Hospital Presbiteriano Dr. Gordon em Rio Verde - GO (http://www.herv.org.br/). Tudo correu muito bem e fomos tratados de maneira maravilhosa pelos nossos irmãos ali. Desde amigos na cidade que nos prestaram seu apoio, os médicos que nos atenderam, enfermeiras, pessoal de limpeza, etc. Sentimo-nos queridos e amados por aqueles a quem Deus tem igualmente chamado para servir na esfera da saúde e cuidado humano.
Alelúia! Louvado seja o Senhor!
Agora é tempo de cuidado com a recuperação, uma recomendação constante de sua médica, Dra. Lídia Spadoni.
Mais uma vez, OBRIGADO!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Para informar e orar

Jataí, 26 de fevereiro de 2009

“Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos.” (1Pe. 2:21)

Esta é nossa primeira carta a partir do Brasil. Conforme planejado, chegamos a São Paulo dia 09/12/08 e fomos maravilhosamente recebidos pela Mônica e Jéssica Mesquita (esposa e filha do Rev. Marcos Agripino) com Guaraná Antártica 3 litros e pãozinho francês. No dia seguinte, ainda confusos pelo fuso horário, participamos da confraternização de final de ano da APMT com um delicioso almoço. De SP seguimos para Jataí – GO dia 16/12/08 para passar Natal e Ano Novo com familiares da Iolanda.

Foi uma experiência ímpar rever cada um, conhecer os que nasceram depois de nossa saída, colocar o papo em dia e desfrutar do aconchego e carinho de todos. Algo que encheu o nosso coração foi realizar o sonho dos nossos filhos de ficar o máximo de tempo possível com as avós. Eles quase não saiam de perto delas a fim de conversar e ouvir suas histórias. Especialmente pelo fato de ambas estarem bem, minha mãe recuperando de uma virose e D. Elvira livre do câncer, uma vez que nos últimos exames que fez nada mais foi encontrado. Agradeça a Deus pelo precioso presente de estar entre os nossos.

Em janeiro fomos à Bahia visitar meus familiares. Desfrutamos de quatro dias maravilhosos na Ilha de Itaparica – BA, cortesia dos tios Raquel e presbítero Dílson e em seguida para Mairi onde moram minha mãe e meus irmãos.
Já estamos instalados com a irmã da Iolanda, Lucilene, em Jataí. Chamamos a atenção para nossos contatos até dia 12 de julho conforme se ler no cabeçalho desta carta. Agora estamos caminhado para as etapas seguintes da nossa estadia no Brasil.

Guilherme voltou a Cape Town no dia 15/02 para dar seqüência aos estudos. Apesar da saudade (lá e cá), está se virando bem sozinho e tentando acompanhar o ritmo dos colegas, uma vez que chegou atrasado para as aulas. Philipe e Leonardo estão conosco e farão seus estudos à distância. Até o momento estão dando conta do recado. Já passaram por consultas e exames médicos e está tudo bem com eles. Ore pelo desempenho deles e para superarmos a distância do Guilherme.

Participamos da reunião da Diretoria da APMT em São Paulo no dia 13/02. Foi um momento para relatórios, re-planejar o futuro do trabalho na Cidade do Cabo e discutir renovação de contrato de trabalho. Destacamos a produtividade daquela reunião e as expectativas para o futuro da parceria de trabalho com a Igreja Presbiteriana do Kenilworth. Ore pela APMT e pelos propósitos de Deus para nosso trabalho na Cidade do Cabo.

Em Guarulhos, SP, tivemos o privilégio de receber e consagrar a Deus pelo batismo o nosso sobrinho mais novo, Gustavo, no mesmo dia em que nos despedimos do Guilherme. Naquele dia vivemos um misto de alegria e tristeza. No retorno de SP a Jataí, tivemos a infelicidade de perder nossa câmera fotográfica com todas as fotos da despedida do Guilherme e do batismo do Gustavo. Agradeça o privilégio e alegria que Ele nos deu e para que consigamos comprar outra câmera.

Neste momento Iolanda e eu estamos ocupados com as consultas e exames. Provavelmente Iolanda terá que passar por uma intervenção cirúrgica que vai exigir pelo menos 40 dias de repouso. Ainda estamos aguardando visitas a outros especialistas, além de resultados finais de exames. Ore por recursos para as despesas, por sabedoria para os profissionais e pelos procedimentos aos quais seremos submetidos.

A partir de março daremos seqüência à nossa agenda quando estaremos falando na IP Betânia de Jataí, depois estaremos atendendo a IPI de Dourados – MS e assim por diante. Ore pela nossa saúde, por livramento nas viagens e por sabedoria e direção do Senhor no trabalho.

Servos com você,

Rev. Gessé, Iolanda,
Guilherme, Philipe e Leonardo.

><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><> ><>


Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e família podem ser feitas das seguintes maneiras, sempre usando o código 0,14 em centavos (exemplo: R$ 50,14):

Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambucí) - C/C: 107965-4
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0
Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86
Ou boleto bancário – Neste caso ligar para o (011 3341 8339) solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.