segunda-feira, 15 de maio de 2017

Notícias - Maio de 2017

Jataí (GO), 10 de Maio de 2017

Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus... Para anunciar que o Senhor é reto. Ele é a minha rocha e nele não há injustiça.” (Sl. 92:13,15)

 Fachada do HPDG
Iniciamos nossa carta com agradecimentos por suas orações. Nesse curto período no Brasil já conseguimos visitar muitos dos nossos familiares no eixo Bahia, Goiás e São Paulo, além da alegria de rever amigos, fazer novas amizades, visitar parceiros de ministério e nos reunir para ouvir aqueles a quem Deus tem levantado como líderes em nossas vidas.

Pregando na IP Parque Erasmo Assunção
Santo André (SP)
No momento ainda estamos dando continuidade às nossas consultas, exames e tratamentos médicos no Hospital Presbiteriano Dr. Gordon (HPDG) em Rio Verde, GO. Ao mesmo tempo tivemos a oportunidade de visitar igrejas que caminham conosco na missão, a exemplo da IP Unida de SP, Quarta IP de Guarulhos, IP Pq. Erasmo em Sto André, IP Filadélfia e IP do Tijuco Preto em Cotia, SP. Que alegria conhecer tantos novos irmãos e perceber seu entusiasmo com a tarefa inacabada que todos temos diante de nós.

Recebendo placa comemorativa da APMT
por mais de uma década de trabalhos
tranculturais (21 anos) 
Em nossa reunião com a Assembléia da APMT/IPB no último dia 25/04 ficou decidido que aguardaremos no Brasil definições sobre os vistos para retorno à África do Sul. Enquanto aguardamos daremos continuidade a tratamento de saúde, ao passo em que também atenderemos convites de igrejas no Brasil para falarmos sobre o trabalho (carências e oportunidades) na região Austral do continente Africano.

Para tanto podem nos contactar por e-mail: gesse@apmt.org.br ou gessrios@gmail.com, ou WhatsApp +27 72 738 3228, ou ainda pelo celular 062 9 8579-3278 (Oi). Saliento entretanto que só teremos como atender novos compromissos a partir do dia 08 de Julho, com exceção dos dias 26 e 27 de Agosto e 30 de Setembro a 01 de Outubro.
    Aproveitamos o ensejo para desejar a todas as mamães, um Feliz Dia das Mães!
  1. MOTIVOS PARA AGRADECER
  1. Nossa reunião com APMT;
  2. Encontros com familiares e parceiros de ministério;
  3. Possibilidade de tratamento médico;
  4. Nossos filhos Guilherme (Brasil), Leonardo e Philipe, (África do Sul);
  5. Vida de minha mãe, Marianina, que completa 80 anos no dia 18/06.
    MOTIVOS PARA INTERCEDER
  1. Documentação para vistos na África do Sul;
  2. Tratamento de saúde;
  3. Queda acentuada no sustento;
  4. Viagens e compromissos no Brasil.

Com você, juntos na Missão de Deus,
Rev. Gesse e Iolanda Rios
__________________________________________________________________________
Contribuições para o ministério do Rev. Gessé e Iolanda Rios poderão ser feitas:

  • Atraves da APMT, usando o código de identificação de 0,14 centavos (ex.: R$ 100,14):
    Banco do Brasil, Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0;
    Banco Bradesco, Agência: 119-8 (Cambuci) - C/C: 107965-4;
    Transferência online, CNJP: 04.138.895/0001-86;
    Boleto bancário - Neste caso ligar para (011) 3341-8339 solicitando boletos para efetuar o depósito.
    Ou, se preferir
  • Na conta pessoal: Gessé Almeida Rios (CPF: 253.072.585-34)
    Banco do Brasil – Agência 8413-1; C/C ou Poupança (variação 51): 14116-X ou
    Bradesco , Agência 0250-0; C/C ou Poupança: 0052042-0

Notícias - Abril de 2017

Rio Verde (GO), 10 de Abril de 2017

Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas.Isaías 1:17

Deus é bom! Tão bom que nos chama em santa vocação apesar do que éramos (mortos para Ele) e agora, vivificados em seu Filho por obra do Espirito Santo, nos ordena vivermos refletindo ao mundo Sua grande bondade. Ordem essa evidenciada nos imperativos dos verbos no texto citado. Ou seja, Deus nos ordena a sermos canais de sua bondade num mundo mau e perveso. Essa bondade não é nossa, é dEle! Portanto, nossa missão levar homens e mulheres de todos os povos e raças e de todas condições sociais a conhecerem e desfrutarem da bondade salvadora de Deus em seu Filho, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.
Nesses três meses no Brasil temos sido ricamente abençoados por Sua bondade. Depois de visitarmos familiares e igrejas do nosso Presbitério na Bahia, viemos para Goiás para igualmente visitar familiares e igrejas, e para fazermos o check-up médico requerido pela nossa Agência (APMT) no Hospital Presbiteriano Dr. Gordon. Aqui ressaltamos a genorasa hospitalidade e o carinho de todos os profissionais do Hospital ao passo em que, mais uma vez, parabenizamos a iniciativa da parceria entre APMT e HPDG. Isto para não falar da alegria do re-encontro com os nossos amigos e colegas na caminhada missionária, Pr. Jorge e Jarci.
Neste momento estamos realizando nossos exames médicos para em seguida participarmos da reunião da APMT no dia 25/04 em São Paulo. Graças a Deus nenhuma surpresa maior com a nossa saúde até o momento. Nesse meio tempo em Goiás preguei e falamos sobre o trabalho da APMT nas IPBs do Finsocial em Goiânia, Primeira e Segundo de Rio Verde, Betânia de Jataí e Igreja Batista do Bairro Gameleira em Rio Verde. No Mato Grosso do Sul preguei e expusemos sobre as atividades da APMT/IPB na IPI e Igreja do Avivamento Bíblico na cidade de Cassilândia. No Paraná preguei e divulgamos o trabalho da APMT na Oitava IPB de Londrina, além de ter aproveitardo para participar da conclusão da validação junto ao MEC do meu diploma de Teologia, cujo curso terminei em 1988.
O pedido de retirada do impedimento temporário de retorno à África do Sul dos nossos passaportes continua em processo de esperar pela resposta final do Dpto de Assuntos Internos daquele país.
Mesmo à distância tenho conseguido, com muita dificuldade, auxiliar no monitoramento dos estudos teológicos do irmão Pbo. Tharcisse Alex Uzomukunda através projeto DECENDA da Faculdade de Teologia Reformada de Potchefstroom (North-West University - NWU). Ore por provisão de Deus para sustento de sua família, há três meses desempregado.
    MOTIVOS PARA AGRADECER
  1. 1. Exames médicos até aqui indicando saúde estável;
  2. 3. Nossas viagens em segurança e pelo carinho com que somos recebidos em cada lugar;
  3. 4. Alegria de rever irmãos, amigos e familiares no Brasil;
  4. 5. Melhora no estado de saúde de minha mãe;
  5. 6. Cuidado de Deus com os filhos: Guilherme (Brasil), Leonardo e Philipe, (África do Sul);
  6. 7. A chagada de mais um sobrinho, Arthur;
  7. 8. Casamento do meu sobrinho, Isaque;
  8. 9. Conclusão de minha Validação do Diploma.

    MOTIVOS PARA INTERCEDER
  1. Estudos teológicos do Pbo Alex Uzomukunda;
  2. Saúde de minha mãe;
  3. Procedimentos para validação no Brasil da graduação sulafrcana do Guilherme;
  4. Conclusão nosso checkup médico antes da nossa reuinião com a APMT;
  5. Retirada do impedimento temporário de retorno à Africa do Sul;
  6. Nossas viagens e compromissos no Brasil.

Ficamos por aqui com o coração gratos por sua participação conosco nesta caminhada de fé. Receba o nosso abraço,

Rev. Gesse e Iolanda Rios

Notícias - Fevereiro de 2017

Cape Town, 15 de Fevereiro de 2017

O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos; Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória;” Col. 1:26,27

Maravilhoso é o nosso Deus! Chegamos ao Brasil no dia 11 de Janeiro depois de longa espera por uma solução no impasse criado pelo Dpto de Assuntos Internos da África do Sul em relação aos nossos pedidos de vistos. Os resultados não foram o que esperávamos, mas confiamos no controle de Deus sobre todas as coisas. Assim, Ele nos deu o privilégio de retornar à nossa terra e virmos logo para a Bahia para estar com minha mãe que continua sobre uma cama sem poder se locomover devido à fratura no osso da bacia. Graças a Deus ela já não sente muitas dores e tem sido paciente no processo de espera por um milagre, já que não pode operar. Apesar das circusntâncias seu humor está bem e consegue se alimentar razoavelmente.
Aproveitamos esse tempo na Bahia para, também, visitar nos finais de semana as IPs de Campo Formoso, Capela do Alto Alegre, Lírio dos Vales, Mairi, Miguel Calmon e Serrolândia (Prebitérios de Campo Formoso e Noroeste da Bahia). Tem sido gratificante rever tantos irmãos e amigos queridos.
Em meados de Fevereiro retornaremos para Goiás para encontrarmos os familiares da Iolanda e para darmos início ao checkup médico em Rio Verde, conforme requerimento da APMT. Em Março iremos a Londrina para conclusão de um curso e visitar amigos e igrejas parceiras na região. Em Abril atenderemos compromissos em SP e participaremos da reunião da APMT.
submetemos o pedido de retirada do impedimento temporário de retorno à África do Sul dos nossos passaportes causado por nossa necessidade de permanecer no país à esperar pela resposta final do Dpto de Assuntos Internos sobre nosso pedido de vistos. Esse processo pode levar aproximadamente 3 meses ou mais. Somente depois disso poderemos planejar nosso retorno à África do Sul.

Mesmo à distância tenho conseguido, com alguma dificuldade, auxiliar como monitor nos estudos teológicos à distância do irmão Pbo. Tharcisse Alex Uzomukonda através projeto DECENDA da Faculdade de Teologia Reformada de Potchefstroom (North-West University - NWU) .

    MOTIVOS PARA AGRADECER
  1. Por termos recebido a resposta do Dpto de Assuntos Internos da África do Sul, ainda que não a esperada, mas que nos permitiu deixar o país;
  2. Pela nossa saúde – estável;
  3. Por nossa viagem ao Brasil e pelos maravilhosos encontros com igrejas, familiares e amigos;
  4. Pela grata alegria de rever irmãos, amigos e familiares no Brasil;
  5. Pela melhora no estado geral da saúde de nossa mãe;
  6. Pelo nosso reencontro com o Guilherme;
  7. Pelo amor e dedicação abnegada de minha irmã Neuci e apoio constante dos meus irmãos no cuidado de minha mãe.
    MOTIVOS PARA INTERCEDER
  1. Pelo Philipe e Leonardo que terão a resposnsabilidade do cuidado da nossa casa e nossos compromissos em Cape Town;
  2. Pela recuperação da saúde de minha mãe e por minha irmã Neuci que, juntamente com a nossa querida irmã e amiga Elzinha, se dedicam ao cuidado;
  3. Pela validação no Brasil da graduação sulafrcana do Guilherme;
  4. Pelo checkup médico que faremos a partir de final de Fevereiro;
  5. Pela retirada do impedimento temporário de retorno à Africa do Sul dos nossos passaportes;
  6. Pelas viagens e compromissos no Brasil.

Reinteiramos nossos agradecimentos por sua participação em nosso trabalho ao passo em que deixamos aqui o nosso grande abraço.
Em Jesus,

Rev. Gesse e Iolanda Rios

Notícias - Dezembro de 2016

Cape Town, 06 de Dezembro de 2016

O Senhor dará força ao seu povo; o Senhor abençoará o seu povo com paz. (Salmos 29:11)

Começamos nossa última cartinha do ano desejando um Novo Ano repleto de realizações, realizações estas, que apontem para a gloriosa pessoa de Jesus, o Messias prometido, nosso Salvador e Rei. E como estamos nos aproximando do período em que tradicionalmente se celebra Sua encarnação, nunca é demais lembrarmos de que Ele já derramou a Sua PAZ em nossos corações - “...minha paz vos dou...” (Jo.14:27) – a qual nunca se esgota mesmo (e principalmente) em tempos difíceis porque Ele habita entre nós não apenas nesse período festivo, mas todos os dias de nossa vida - “...e eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos” (Mateus 28:20).
Tia Zai
Da nossa parte, temos desfrutado dessa paz, mesmo diante de sentimentos conflitantes os quais nos tem cercado nos ultimos dias como a notícia do falecimento da querida Tia Zai, uma das irmãs de meu pai e nossa intercessora de longas datas. Ao longo desses anos no trabalho missionário suportamos alguns momentos muitos difíceis como este, especialmente com o falecimento dos pais das Iolanda, Sr. Jerônimo e D. Elvira, respectivamente em 2002 e 2010, cujas lembraças ainda geram uma saudade difícil de suportar. Outra notícia nada agradável é que minha mãe (Marianina) sofreu uma queda e como consequência quebrou o osso da bacia e deslocou um braço. Vem sofrendo muito com as dores. Precisaria operar, mas em função do seu estado de saúde já delicado, não será possível tal procedimento. Porque somos vasos de barro, nossos corações teimam em se sentirem “atribulados, porém não angustiados; perpelexos, mas não desanimados... abatidos, mas não destruídos...” (2 Cor. 4:7-9). Apessar disso, o consolo do Espírito Santo tem nos acompanhado, tranformando em paz os conflitos da alma. Aquela paz que vai além da nossa capacidade de compreender.

Com Família Uzomukunda
Uma notícia boa é que estamos conseguindo que o nosso irmão Tharcisse Alex Uzomukonda continue seus estudos teológicos através da Faculdade de Teologia Reformada de Potchefstroom (North-West University - NWU). Alex é casado com Concilie (ambos oriúndos do Burundi) e juntos têm três filhos: Sheila, Hosanna e Jedediah. A NWU criou um projeto chamdo DOCENDA, que visa facilitar o acesso de pessoas de baixa renda a continurem sua educação formal, e fui convidado para auxiliar como monitor voluntário do Alex.

A situação sobre os nossos pedidos de vistos na África do Sul continua a mesma. Até já cogitamos a possibilidade de deixarmos o campo mesmo nessas condições, especialmente em função do estado de saúde de minha mãe. No entanto, porque temos essa aplicação pendente, não podemos fazê-lo. Se o fizermos termos problemas mais comoplicados para resolver com a justiça. A única opção que nos resta é esperarmos pela resposta final do Departamento de Assuntos Internos e só então estaremos autorizados a sair.
    MOTIVOS PARA AGRADECER
  1. Pelos nossos filhos – Guilherme conseguindo aos poucos resolver suas questões com relação a documentos brasileiros; Philipe progredindo em seus projetos artisticos; Leonardo finalizando o primeiro ano de seu mestrado com bom aproveitamento; e comprometimento de todos com o Corpo de Cristo, Sua Igreja;
  2. Por minha saúde – mais estável;
  3. Pelo excelente trabalho que o nosso irmão missionário Licianano Azevedo vem desenvolvendo em Moçambique;
  4. Pelo cuidado e provisão de Deus em meio à crise econômica e ao alto custo de vida neste país – o aperto também nos ensina;
  5. Pelo crescente trabalho no ministério infantil da igreja;
  6. Pelo fim dos protestos nas universidades Sulafricanas.
    MOTIVOS PARA INTERCEDER
  1. Pelo estado de saúde de minha mãe e por meus irmão que se dedicam dividindo a tarefa do cuidado;
  2. Pela documentação da missionária Lígia Bordini parao desenvolvimento dos seus trabalhos em Moçambique;
  3. Pela saúde da Iolanda – taxas de colesterol, trigliceres e insulina alteradas.
  4. Nossos Vistos - para que o Departamento de Assuntos Internos agilize o processo;
  5. Pela seca no Maláui que tem lavado milhes de famílias à fome;
  6. Pela nossa colega e amiga Silvia Octaviano, e seu novo posto de trabalho junto ao CEM em Viçosa – MG;
  7. Pelo presbítero Alex Uzomukunda e o desafio da continuação de seus estudos;
  8. Pelo Rev. Romário Bendia e família e trabalho que desenvolvem em Angola.

Encerramos está desejando as mais ricas bênçãos de Deus neste Natal e que 2017 seja um ano ainda mais frutífero na vida de cada um.
Recebam a nossa gratidão por sua parceria neste trabalho e um grande abraço!

Rev. Gesse e Iolanda Rios

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Notícias - Setembro 2016

Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo; (Ef. 1:11-12)


Sunbird - "Nectariniidea" - sugando nécter de um Aloé Vera
Refletindo sobre nossa vocação em Cristo só podemos agradeçer ao Pai pelo fato de nos chamar, em primeiro lugar e acima de tudo, para sermos. Isso mesmo! Seu propósito ao nos redimir em Seu Filho é o de sermos para louvor de sua glória a qual Ele não compartilha com nenhum outro ser. Assim sendo, usando uma linguagem antropomórfica, eu diria que Deus está mais preocupado com o que somos ou o que nos tornamos em nossa caminhada com Ele do que com o que fazemos ou somos capazes de fazer. Ou seja, o nosso fazer só faz sentido se estivermos totalmente arraigados nEle e interiamente dEle dependermos, assim como o ramo em relação à videira conforme descrito no evangelho de João capítulo 15. É consciente desse chamado que nós, como família, vivenciamos nossa caminhada diária no Seu serviço.
Lembrando a infância
Leonardo está trabalhando muito em seu programa de mestrado, tempo integral, previsto para concluir em 2017. Ultimamente tem ido trabalhar em meio aos protestos de movimentos estudantis que lutam por estudos gratúitos nas universidades sulafricanas. Em alguns casos tem havido atos de vandalismo e violência. Philipe, apesar do receio a alguns meses de que ficaria sem trabalho, continua bastante ocupado tanto na empresa quanto como free lancer. Nas ultimas semanas esteve atuando como voluntário auxiliando crianças carentes com aulas de arte. Ele também tem ajudado muito como professor em uma classe de crianças da EBD. Guilherme está bem e cada vez mais adaptado à vida em Goiânia. Tem superado as demandas e pressões do trabalho e, na medida do possível, envolvido com a igreja a qual frequenta na cidade.

Aproveitando oportunidades

Iolanda e eu estamos bem de saúde, apenas os resfriados do inverno e alergias do início da primavera ainda castigam um pouco, mas logo será coisa do passado. Meu nível de potássio apresentou uma pequena queda no final de Julho, mas já voltou ao normal. Talvez em função da indefinição em relação aos vistos, Iolanda teve alguns desconfortos emocionais que obrigaram a um ajuste na medicação, mas também se sente melhor. Está se sentindo realizada com suas crianças da EBD. Ela está trabalhando esse ano com os menorzinhos.



Nosso processo com os vistos continua enroscado em algum lugar. Pela lei de imigração da África do Sul temos o direito a pedir visto de permanência. Assim, resolvemos entrar com o pedido, não que pretendamos ficar aqui para sempre, mas porque isso facilitaria bastante nosso trabalho nos deslocamentos para países da região, diminuiria os custos com documentação, acabaria com a necessidade de renová-los a cada 3 ou 4 anos, etc. Acontece que para entramos com pedido para esse tipo de visto precisamos estar dentro do país e com o visto de trabalho válido. Por isso mesmo demos entrada um ano antes de vencer nosso visto de trabalho. O departamento levou tanto tempo para nos responder que quando respondeu aquele visto já estava para expiriar e já havia um outro pedido nosso para renovação dos vistos de trabalho. Resultado, negaram o pedido de visto de permanência. Como cabia apelação, entramos com a apelação e agora precisamos aguardar o desfecho final, pois se deixarmos o país sem a decisão sobre a apelação não só perderemos o direito ao visto como ficaremos inelegíveis a entrar novamente no país por um período de 5 anos. Ou seja, estamos impedidos de cruzar qualquer fronteira até que tudo se resolva. Por mais que saibamos que Deus está no controle absoluto, não conseguimos evitar a inquietação e o estresse.
Reunião com pastores de Igrejas Reformadas
O fato de no momento estarmos por lei impedidos de trabalhar, não nos inabiliata ao envolvimento com a igreja e suas atividades, uma vez que não se caracteriza atividade remunerada. Por outro lado, temos procurado manter nosso trabalho à distância em dia uma vez que podemos fazê-lo via internet (comunicação com os campos e perceiros, orientações a candidatos e interessados, etc). Esse mês tivemos dois excelentes encontros com lideranças do Sínodo Tumbine da Igreja Reformada de Moçambique (região de Milange) e Igreja Reformada de Strand, África do Sul. Novamente fomos desafiados como APMT/IPB a darmos as mãos no trabalho naquela região de Moçambique.

    MOTIVOS PARA AGRADECER
    1. Pelas portas abertas para o trabalho missionário nos países da região;
    2. Pela nossa saúde e pela saúde dos nossos filhos;
    3. Pelo retorno da missionária Ligia ao campo em Moçambique;
    4. Pelo entendimento que têm os nossos filhos de que o que são em Cristo é mais importante do que o que fazem ou são capazes de fazer;
    5. Pela oportunidade que o Leo teve de participar na ultima conferência da Sociedade Sulafricana de Bioquímica e Biomedicina;
    6. Pelo que Deus tem nos ensinado nesse tempo de espera sobre os nossos vistos.
    MOTIVOS PARA INTERCEDER
    1. Para que nos protestos nas universidades Sulafricanas prevaleçam a paz e o bom senso;
    2. Para que se agilize o processo quanto aos nossos pedidos de vistos junto ao Departamento de Assuntos Internos;
    3. Por mais trabalhadores para a região Austral do Continente;
    4. Pelas missionárias Silvia Octaviano, ainda tentando levantar sustento para seu retorno e Lígia Bordini em processo de readaptação ao campo em Moçambique;
    5. Por demais colegas atuando em campos da região.
Agradecemos imensamente seu envolvimento na missão de Deus, da qual também somos parte.

Um grande abraço e até a próxima!

Rev. Gesse e Iolanda Rios

Notícias - Julho 2016

O SENHOR reina; regozije-se a terra; alegrem-se as muitas ilhas (Salmo 97:1)


Com Eugenie e Tina Wessels
Nos ultimos meses tivemos a alegria de receber a visita de preciosas famílias envolvidas com a semeadura no Reino. Deu-nos esta honra o Rev. Robério e Marta (Pr. da IP de Feira de Santana-BA), que nos serviu de encorajamento e apoio. O casal missionário Eugenie e Tina Wssels (da missão World Outreach em Quilimane-Moçambique) nos deram a alegria de ver o mover de Deus em meio a muitas lutas. Doamos muitos livros, bíblias e histórias infantis em português para serem usados no trabalho que desenvolvem naquela região. Fomos abençoados ainda com o rápido reencontro depois de 19 anos com Elias Santos, Debbie e filhos (missionarios da JOCUM em Marromeu-Moçambique), exemplo de perseverança e dedicação.


Rev. Romário com Julia e Sarah Bendia
e membros de povo local
Agradecemos a Deus polo processo em andamento para o retorno da missionária Lígia Bordini ao contexto do trabalho em Moçambique. Precisa ainda completar seu sustento, mas cremos que o Senhor há de ajudá-la a fim de que volte a servir ao povo moçambicano. O projeto de parceria com o Mukhanyo (colégio de teologia para treinamento de pastores e evangelistas autoctones) em Pretória está se concretizando com o retorno da missionária Silvia Octaviano para cooperar como missionária voluntária da APMT junto àquela instituição de confissão Reformada. Em Moçambique Luciano continua seu dedicado trabalho tanto junto à Escola Teologica do Khovo quanto na Casa Koinonia e no Seminário de Ricátla. Com o apoio da APMT, recentemente concluiu a reforma nas salas da Escola Teológica do Khovo, mais um grande passo para o avanço dos trabalhos. Rev. Romário e Julua Bendia, juntamente com sua filha Sara, seguem seu trabalho em Angola. Estão agradecidos ao Senhor pelas portas abertas para o trabalho junto ao Seminário de Lubango, auxílio na plantação da Igreja Presbiteriana na cidade de Lubango e no Hospital Pediátrico de Lubango.

Minha querida Mãe, Marianina
No início do mês de Junho fomos presenteados com quase uma semana em umm Resort na cidade de Plettenberg Bay (Garden Route). Um casal de irmãos de nossa igreja aqui, sensibilizado com o stress que temos enfrentado nos ultimos meses em virtude dos problemas com os vistos, resolveu oferecer a nós dois algumas diárias que eles tinham naquele local. Foi maravilhoso! Quanto aos nossos vistos, nenhuma resposta do Departamento de Imigração em relação à nossa apelação, até o momento. Outra grande alegria neste mês de Junho foi o fato de minha mãe ter completado 79 anos de idade. A única tristeza foi o fato de estar longe e não poder abraçá-la. Louvamos a Deus pela sua melhora na saúde e pelo reencontro com irmão que não via a muitos anos.

Cena do Filme Stick Man
Nós nos alegramos com Philipe pelo bom desempenho e excelentes resultados no seu trabalho. O filme no qual trabalhou no conceito artístico (um curta para TV, Stick Man) tem tido excelente aceitação e acaba de receber o prêmio máximo em um importante festival de animação na França (considerado o “Oscar da Animação”). Guilherme continua enfrentando os desafios de sua mudança para o Brasil, mas graças a Deus continua trabalhando e tentando estudar para obter uma qualificação brasileira também. Louvamos a Deus pelo apoio que tem recebeido, particulamente por parte dos familiares da Iolanda assim como por parte da Iasmin e de seus familiares. Leonardo tem trabalhado muito em sua pesquisa de mestrado. Ainda esse mês estará apresentado alguns resultados de pesquisas sobre o papel de determinadas proteínas no avanço do HIV/AIDS associado ao linfoma de Burkitt, em uma conferência da Sociedade Sulafricana de Bioquímica e Biologia Molecular na cidade de East London.

Nossa suficiência vem de Deus, somente! Portanto, precisamos de suas orações.
    MOTIVOS  PARA LOUVOR
  1. Pelas portas abertas para o trabalho voluntário da missionária Julia Bendia na ONG Criança Feliz e no Hospital Pediátrico de Lubango;
  2. Pela viagem que ganhamos de presente no início do mês de Junho;
  3. Pelo processo em andamento para o retornos das missionárias Silvia e Ligia;
  4. Pelo bom desempenho dos nossos filhos em suas respectivas carreiras;
  5. Pelas reformas nas salas de aula da Escola Teologica do Khovo em Maputo (Moçambique) que o irmão Luciano Azevedo conseguiu realizar;
    MOTIVOS PARA INTERCEDER
  1. Pela dona Maria Salomi (mãe do Rev. Romário) em seu tratamento de saúde e renovação dos vistos de trabalho da família em Angola;
  2. Por uma resposta do Departamento de Imigração referente aos nossos vistos para que possamos continuar o trabalho;
  3. Pelos nossos filhos para que continuem no propósito de servir a Deus nas diferentes áreas de trabalho a que são chamados e que jamais lhes falte o temor do Senhor;
  4. Pela conferência em que o Leo estará participando, especialmente por sua apresentação oral;
  5. Pelo sustento financeiros das missionárias Silvia Octaviano e Lígia Bordini à África do Sul e e Mocambique respectivamente;
Raceba nossa gratidão por sua parceria em nosso trabalho. Receba nosso abraço!

Rev. Gesse e Iolanda Rios

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Nossas Notícicas - Abril 2016

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. (Salmos 91:1)

Enquanto distribuia folhetos nas ruas por ocasião da páscoa encontrei-me com um senhor de 56 anos de idade (vou chamá-lo de Simphiwe) que decidiu compartilhar comigo sua triste história de vida, suas dores e mágoas, casamento despedaçada pela traição, o abandono dos filhos, imersão no alcoolismo e consequente luta com a saude debilitada. Pediu-me dinheiro para comprar algo para comer porque precisava tomar seus remédios. Entreguei o folheto e alguma ajuda, meia hora depois Simphiwe estava de volta com um largo sorriso no rosto para agradecer pelo folheto e pela comida. Enquanto tomava seus remédios e conversámos sobre suas lutas, lembrei-lhe sobre o texto acima. Depois de uns 15 minutos de consversa Simphiwe e eu nos despedimos, tendo ele reafirmado que iria ler o folheto mais tarde.
Eu creio que Deus tem profundo interesse na história de vida de pessoas como Simphiwe e tantos outros cujas vidas tomaram rumos que talvez jamais sonharam ou idealizaram... Foram engolidos pelas densas travas que nos rodiam todos os dias. Creio também que Deus pode usar aquele simples folheto para falar ao seu coração e trazer-lhe para a Sua maravilhosa Luz! "Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue de modo algum andará em trevas, mas terá a luz da vida." João 8:12
Minha viagem ao Brasil entre Março e Abril não se concretizou conforme havia programado. Continuamos sem resposta definitiva sobre nossos vistos, o que nos impossibilita de deixar o país. Assim, a possibilidade de visitar algumas igrejas parceiras teve que ser progorrada para nossa próxima viagem, cuja data confirmaremos futuramente.
Informamos ainda que desde o mês de Janeiro, fui orientado pela Global Migration (agência que lida com os nossos pedidos de vistos) a mantermos um tempo de discrição em relação a atividades que caracterizem víncluo de trabalho até que o impasse quanto aos vistos no Dpto de Assuntos Internos seja totalmente solucionado.
Sobre meu tratamento quero, com muita alegria, informar que meu nível de Potássio (K) continua subindo. Na medição do mês de Março acusou 4.0, algo eu creio nunca tive. Mesmo com a forte gripe que tive no inicio de Abril o K não caiu muito, ficando na casa dos 3.6. Sinto-me bem melhor, livre das dores que me acompanharam pela vida e sem a fadiga (minha copanheira constante nos ultimos 8 anos). Neste momento estou fazendo monitoramento médico para não deixar subir demais, o que é um risco. A médica retirou mais três comprimidos diários de K para que eu continue com a Moringa Oleifera. Ou seja, nesse momento minha dosagem diária de K caiu de 20 para 15 comprimidos.
Continuamos contando com suas oracoes:
    MOTIVO DE LOUVOR
  1. Pelo final das matérias do curso para convalidação do diploma;
  2. Por mais um projeto de trabalho para o Philipe;
  3. Pela bolsa de estudos que o Leonardo ganhou para seu programa de mestrado e pelo bom desempenho que vem tendo no curso;
  4. Pela saúde do Guilherme e o em seu trabalho em Goiania;
  5. Pelo trabalho do Rev. Ramario e Julia Bendia em Lubango, Angola;
  6. Pela contínua melhora de minha saúde depois da introdução da Moringa Oleifera na minha dieta.
    MOTIVO DE ORAÇÃO
  1. Pelo impasse em relação aos nossos vistos na África do Sul;
  2. Por recusos financeiros para que o irmão Luciano Azevedo realize as reformas necessárias nas salas de aula da Escola Teologica do Khovo em Maputo, Moçambique;
  3. Por mais obreiros para o trabalho na Região Austral da África;
  4. Por nossa possível viagem de 20 dias a Angola em Agosto para evangelismo e treinamento de líderes, em conjunto com irmãos da Igreja Reformada na Namíbia;
  5. Pela crise financeira no Brasil que tem afetado diretamente a força missionária brasileira ao redor do mundo;
  6. Pela missionária Silvia Octaviano, atualmente no Brasil, tentando lavantar sustento para seu retorno à África do Sul.
Na certeza de que o Pai tem o mundo em suas mãos,
Rev. Gesse e Iolanda Rios


Contribuição para o trabalho do Rev. Gessé e Iolanda Rios poderá ser feita

- Conta pessoal:
Gessé Almeida Rios – CPF : 253.072.585-34
Banco do Brasil – Agência 8413-1; C/C ou Poupança (variação 51): 14116-X
Bradesco - Agência 0250-0; C/C ou Poupança: 0052042-0

- Atraves da APMT, usando o código de identificação 0,14 centavos (ex.: R$ 100,14):
Banco do Brasil - Agência: 0635-1 (Cambuci) - C/C: 7500-0;
Banco Bradesco - Agência: 119-8 (Cambuci) - C/C: 107965-4;
Transferência online - CNJP: 04.138.895/0001-86;
Boleto bancário – Neste caso ligar para 011 3341 8339 solicitando boletos bancários para efetuar o depósito.